MPLA abre ano político no Namibe

Para além do acto de apresentação da sua agenda política, o partido vai, igualmente, manter contacto com as comunidades locais, no âmbito de uma governação de proximidade com os militantes e com a sociedade em geral

Sob orientação da vice- presidente do partido, Luísa Damião, o MPLA lança, hoje, na província do Namibe, a sua agenda política para o ano 2020, numa cerimónia que contará com a presença do secretário-geral e de membros do Secretariado do Bureau Político Em declarações a OPAÍS, Mário Pinto de Andrade, membro do Bureau Político, disse que na agenda a ser apresentada constam os pontos fortes que o partido preparou para este ano e todos os desafios do seu programa eleitoral, cuja linha de força é o combate cerrado contra a corrupção, nepotismo, bajulação e outros males que durante anos prejudicaram o país. Segundo ainda Mário Pinto de Andrade, para além do acto de apresentação da sua agenda política, o partido vai, igualmente, manter contacto com as comunidades locais, no âmbito de uma governação de proximidade com os militantes e com a sociedade em geral. O MPLA considera que este ano de 2020 requer soluções inovadoras e muita inteligência estratégica para se ultrapassar todos os obstáculos e desafios políticos e eleitorais que se avizinham.

Primeiros secretários do MPLA aperfeiçoam máquina organizativa do partido

Também ontem, sob orientação da vice-presidente do partido, Luísa Damião, o secretariado do Bureau Político do MPLA realizou o II encontro de trabalho com os primeiros secretários provinciais do partido. O encontro, bastante concorrido, decorreu da necessidade de concertação de ideias e pontos de vista sobre questões importantes da vida interna da organização partidária. Segundo um comunicado de impressa enviado a OPAÍS, para além dos temas apresentados pelas estruturas intermédias, os presentes debruçaram-se sobre o contínuo fortalecimento do papel das organizações sociais do MPLA e o processo de implementação da estratégia eleitoral autárquica.

Os participantes realizaram ainda uma avaliação pragmática do estado actual do património do partido e das contribuições dos militantes, dirigentes e quadros. A nota esclarece que foram também abordadas questões do aperfeiçoamento da máquina organizativa e mobilizadora do partido, bem como os mecanismos de comunicação das estruturas do MPLA à todos os níveis, tendo em conta os desafios políticos e eleitorais. No decorrer do encontro, os participantes encorajaram igualmente o presidente da formação política, João Lourenço, e o Executivo, a prosseguirem com o processo de mudanças em curso no país, com vista ao desenvolvimento sócioeconómico e o bem-estar das famílias angolanas.

error: Content is protected !!