Agenda política do MPLA intensifica reformas no país

A Agenda contempla também acções para a moralização da sociedade, a implementação de programas de apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações

A intensificação das reformas políticas e económicas em curso no país estão na primeira linha da Agenda Política 2020 do MPLA, documento que resume as acções que este ano estarão no topo das políticas do partido no poder em Angola. A Agenda contempla também acções para a moralização da sociedade, a implementação de programas de apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações.

O documento, ratificado Quinta-feira em reunião do Secretariado do Bureau Político, prevê iniciativas que visam a consolidação da unidade e reconciliação nacional, bem como de apoio ao plano de reconciliação para homenagear as vítimas dos conflitos políticos registados no país. No acto de lançamento, no Pavilhão Saydi- Mingas, em Moçâmedes (Namibe), a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, detalhou a “agenda do partido” que tem como meta vencer os próximos desafios políticos, económicos, sociais e culturais”.

Sublinhou, durante o encontro, o reforço interno (MPLA) e a aposta na boa governação. Luísa Damião insistiu numa acção governativa rigorosa e transparente, na implementação de estratégias eleitorais autárquicas e no acompanhamento à acção legislativa e fiscalizadora, com o foco na aprovação do pacote legislativo autárquico. A dirigente voltou a alertar para a inclusão política e para a importância da promoção de um combate cerrado à corrupção, ao nepotismo, à impunidade e ao clientelismo partidário.

No quadro da política interna partidária, a dirigente referiu que o MPLA vai colocar os seus militantes e simpatizantes em permanente prontidão, com actividades quotidianas, mantendo abertas as portas das sedes distritais, comunais, municipais e provinciais dos comités de acção. A ideia é transformar esses lugares em espaços de realização de encontros entre os seus militantes e o público. No final do lançamento, Luísa Damião pediu dos militantes do MPLA maior empenho na materialização de todas as acções, sublinhando que os organismos afins farão a monitorização e avaliação rigorosa do cumprimento de tarefas.

error: Content is protected !!