Embaixador chinês destaca papel da media angolana na prevenção e combate ao Coronavírus

Segundo o diplomata, a media angolana está a prestar um grande contributo na divulgação de metérias regulares, o que está a ajudar a minimizar os medos e especulações em relação à epidemia que, para além da China, já se espalhou pelo Japão, Irão, Itália, e outros países asiáticos e europeus

O embaixador da China em Angola, Gong Tao, reconheceu o papel que a media nacional está a dar na luta para a prevenção e combate ao Coronavírus, que, até ao momento, já ceifou mais de duas mil vidas. Segundo o diplomata, a media angolana está a prestar um grande contributo na divulgação de matérias regulares, o que está a ajudar a minimizar os medos e especulações em relação à epidemia que, para além da China, já se espalhou pelo Japão, Irão, Itália, e outros países asiáticos e europeus. Gong Tao disse que a comunicação social angolana consta entre as poucas no mundo que estão a prestar, de facto, informações verdadeiras, isentas e com responsabilidade, sem necessariamente recorrer às especulações e insultos.

Neste sentido, o embaixador fez saber que com essa postura responsável e transparente, o Governo do se país passa, assim, a contar com a classe jornalística angolana para a divulgação de assuntos de interesse público. Para ele, essa postura da media angolana espelha bem o espírito de amizade e solidariedade entre a China e Angola que, apesar da distância física que as separa, mantêm uma relação com verdadeiros laços. “Ao contrário do que está a ser horrorizado, o vírus Corona não é assim tão mortífero. Tem uma taxa de mortalidade de apenas 2 por cento na cidade centro. E noutras está muito abaixo. A media angolana é das poucas, pelo mundo, que está a a passar essa verdade. Sentimo- nos gratos por esse gesto”, notou.

Abertura permanente

Todavia, face a essa postura jornalística angolana, Gong Tao disse que a sua embaixada tem vindo a mostrar total disponibilidade para conversar e passar dados aos jornalistas sobre o andamento do processo de prevenção e de combate ao vírus. “Estamos abertos para todos os jornalistas angolanos. Temos tido encontros permanentes para passar as informações necessárias sobre as diferentes fases que estamos a passar”, assegurou.

A luta continua

Sobre o vírus, Gong Tao reafirmou que a luta para a sua erradicação continua e cada vez mais vai conhecendo um reforço muito grande. Até ao momento, já são mais de 45 mil casos confirmados e mais de dois mil mortos. Apesar dessas perdas humana, o diplomata reconheceu o esforço de todo o pessoal envolvido que já conseguiu curar mais de trinta mil pessoas. “Não estamos parados. Há trabalhos a serem feitos de formas a estancar-se esse mal. O Governo e o povo chinês estão engajados para se livrar dos vírus. E será em breve”, assegurou o diplomata.

error: Content is protected !!