Académica quer resultado “mágico” diante do 1º de Agosto

Os lobitangas recebem, hoje, o emblema militar em jogo de resposta dos quartos-de-final da Taça de Angola com o objectivo de vencer por uma margem de dois golos. Na primeira mão, perderam, em Luanda, por uma bola a zero, no Estádio 11 de Novembro

Académica do Lobito (Benguela) quer hoje um resultado “mágico” diante do 1º de Agosto, no Estádio de Ombaka, às 15:00. As duas equipas batem-se por um lugar nas meias-finais da Taça de Angola, em desafio a contar para a segunda mão dos quartos-de-final. Os lobintangas estão em desvantagem, uma vez que escorregaram, em Luanda, no Estádio 11 de Novembro. Os estudantes perderam por uma bola a zero, por isso, em casa querem marcar mais de dois golos para afastarem o clube militar da competição. Por conta disto, estão proibidos de sofrer golos, mas é ponto assente que o detentor do troféu é tecnicamente mais ofensivo.

Basta lembrar que o avançado Mabululu e Mongo deixaram recados no embate da primeira mão no tapete verde do 11 de Novembro. Mongo marcou o único golo da partida aos 29 minutos, porém o adversário lobitanga não teve capacidade para reagir. Em casa, diante do seu público, os estudantes não temem o campeão nacional por várias razões.

No campo de batalha, ou seja, no Campeonato Nacional o 1º de Agosto está a viver um momento para esquecer. Aliás, perdeu a liderança da prova para o Petro de Luanda (47/45 pontos), rival de longa data. Depois de escorregar no Huamvo frente ao Caála, venceu somente na ronda anterior o Cuando Cubango FC por 2-1. Assim, não será uma partida fácil para o detentor do troféu, porém, ainda não ganhou confiança. Um eventual desaire da formação de Luanda pode colocar em risco a “vida” da equipa técnica orientada por Dragan Jovic e Ivo Traça. Como é evidente, a pressão reside nas hostes dos militares, pelo que podem colocar a época em risco na cidade do Lobito. No Campeonato Nacional, a Académica do Lobito ocupa a sétima psição com 30 pontos.

error: Content is protected !!