Carta do leitor: Quem tem razão?

POR: Domingos Prudência
Benguela

À direcção do jornal OPÁIS, agradeço a oportunidade e respeito o vosso trabalho… Como cidadão angolano e do mundo, fico alegre em saber que a província de Benguela contribui diariamente com matérias jornalísticas no vosso jornal. A detenção do advogado na cidade de Benguela, numa das esquadras, por agentes da Polícia Nacional, continua a dar que falar. Ouvi os argumentos das partes, mas prefiro questionar: quem tem razão neste processo? É ponto assente que os agentes da Polícia Nacional, a maioria, subalternos ou superiores, são arrogantes no exercício das suas funções. Basta olhar pela forma como tratam as zungueiras e os zungueiros. Nada me espanta que o advogado tenha sido maltratado na esquadra e em reacção terá ido longe. Por que razão é que o julgamento continua a ser adiado? Os agentes têm o hábito, isto é um facto, de se proteger. Nunca agem com lisura e com base na razão, ainda que o colega não tenha razão. A ordem dos Advogados de Angola (OAA), perante este caso, está a agir muito bem. Não deve esquecer que tem responsabilidades acrescidas neste processo. E mais, por ser um grupo técnico, tem a obrigação de recorrer se achar que o seu filiado não foi julgado com base na lei e na consciência do juiz que está com o processo. Acredito que os agentes terão espancado o advogado. A acontecer, é violação dos Direitos Humanos. Basta consultar a lei. A OAA também exige que a “cabeça” do comandante provincial role. Essa nossa Polícia Nacional! Fico por aqui. Queremos justiça.

error: Content is protected !!