Presidente da AN recebe convite para o fórum económico na Rússia

O presidente da Assembleia Nacional (AN), Fernando da Piedade Dias dos Santos, recebeu, esta Terça-feira, em Luanda, um convite das autoridades russas para participar no Fórum Económico Mundial, a ter lugar em Junho deste ano na cidade de São Petersburgo

O convite foi entregue pelo embaixador da Rússia em Angola, Vladimir Taravov, num encontro com o presidente do Parlamento angolano, no qual passaram em revista a cooperação bilateral com incidência ao nível parlamentar. À imprensa, o diplomata russo indicou que o Fórum Económico Mundial que o seu país organiza, anualmente, trata de assuntos ligados à cooperação económica no seu todo e nele participam entidades de todo o mundo. Fez saber que no ano passado participaram nesse fórum 19 mil entidades, entre os quais seis Presidentes, 14 vice-primeiros ministros e três mil e 500 representantes de empresas a nível mundial.

De acordo com o diplomata, existe agora, de ambos os lados, a necessidade de se reforçar a cooperação económica bilateral, incluindo ao nível parlamentar. A seu ver, os parlamentares conhecem melhor os desejos dos povos que eles representam e, neste sentido, podem ajudar os empresários a encontrar as melhores vias para a elevação do nível de vida dos seus cidadãos. Informou que o seu país está pronto para ajudar Angola a reforçar a produção agrícola, através do fornecimento de fertilizantes e outros meios agrícolas. Disse que existe uma base sólida de cooperação bilateral, notando que, actualmente, os Estados dão mais atenção à realização prática das cláusulas e protocolos já assinados. O Chefe de Estado angolano efectuou, no decurso do ano passado, duas visitas à Federação Russa.

Para o diplomata russo, tal facto demonstra a importância que o seu país dedica a cooperação com Angola e vice-versa. Vladimir Tararov anunciou, também, a criação, nos próximos tempos, de um mecanismo de interligação e cooperação entre as Comissões de Relações Exteriores da Assembleia Nacional e do Parlamento russo. A Assembleia Nacional assinou, em 2016, um acordo de cooperação a sua congénere russa, mas, até agora, segundo fonte do Parlamento angolano, o nível de implementação tem sido insignificante. As relações entre Angola e a Rússia conheceram o seu ponto alto em 1976, altura em que os dois países assinaram o Tratado de Amizade e Cooperação. De 1976 até ao presente momento, as relações entre os dois países passaram por diversas etapas, sendo actualmente mais significativas nos sectores de Energia, Geologia e Minas, Ensino Superior, Formação de Quadros, Defesa, Interior, Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Pescas, Transportes, Finanças e Banca.

error: Content is protected !!