Huíla: novo sub-procurador-geral da república reforça combate à corrupção

O novo subprocurador-geral da república titular na província da Huíla, daniel Joaquim Lumango, prometeu, ontem, na cidade do Lubango, reforçar o programa de combate à corrupção, principalmente nas instituições públicas

POR: João Katombela, na Huíla

Daniel Lumango, que foi apresentado ontem aos membros do Governo Provincial da Huíla, garantiu que durante o seu mandato vai procurar cumprir as estratégias traçadas pela Procuradoria Geral da República (PGR). Na ocasião, o magistrado do Ministério Público disse ser necessário o envolvimento de toda a sociedade, principalmente os meios de comunicação social sediados na província da Huíla. “Demais não será do que aquilo que resulta dos nossos estatutos e daquilo que é a estratégia da Procuradoria Geral da República para o quinquénio e para o biénio”, afirmou Daniel Lumango.

Reforçou que é na base desta estratégia que “nós vamos lançar a nossa mão, no sentido de buscar a satisfação do interesse público que todo o mundo almeja” disse. Sem entrar em detalhes, o novo responsável da PGR na Huíla disse existir um plano gizado pela sua instituição que deverá ser executado em breve. “O que vamos seguir, com toda a certeza, é aquilo que não foge à regra e que todo o mundo já sabe, o combate à corrupção, que é a carta de manga sobre a nossa mesa, e todo o resto vai girar sobre aquilo que são as atribuições do próprio Ministério Público”, explicou

Imprensa

Em relação aos meus de comunicação social, Daniel Lumango disse que a colaboração entre estes e a PGR vai servir para consciencializar as populações no que toca aos seus direitos e deveres.

Governo garante apoio

Por sua vez, o governador provincial da Huíla, Luís Nunes, assegurou que o seu Governo está aberto para prestar todo o apoio institucional para que a Procuradoria Geral da República na província funcione sem constrangimentos. Luís Nunes apelou, por outro lado, ao novo sub-procurador-geral a redobrar a atenção do programa de combate à corrupção nas instituições pública, por forma a dar continuidade às reformas levadas a cabo pelo Governo central.

“Nós sabemos que o momento que nós atravessamos, que é do combate cerrado contra a corrupção e outros males que corroem a nossa sociedade, exige do Ministério Público uma maior dedicação”, recomendou. Daniel Lumango substitui no cargo Hernâni João de Freitas Beira Grande, que, doravante, vai desempenhar as funções de coordenador da região judiciária Sul, que compreende as províncias do Namibe, Huíla, Cunene, e Cuando Cubango. O subprocurador-geral da República titular na província da Huíla tomou posse no dia 4 de Março, em acto orientado pelo procurador-geral da República, Hélder Pita Grós.

error: Content is protected !!