Curandeiros provocam morte de doente e escondem o cadáver

Dois cidadãos nacionais, um de 29 e outro de 30 anos de idade, supostos curandeiros, foram detidos ontem pela Polícia Nacional no bairro 4 de Fevereiro, acusados do crime de homicídio e ocultação de cadáver, no Luena, província do Moxico. Segundo a Polícia local, a detenção ocorreu após uma acção de revista e busca na casa dos acusados, por sinal curandeiros, que se encontravam envolvidos no crime de burla. No momento da vistoria, de acordo com os agentes, descobriram um cadáver escondido debaixo de uma cama.

As fontes avançaram que os acusados pretendiam livrarse do cadáver de uma cidadã de 48 anos que já ali se encontrava havia mais de quatro dias, para tratamento tradicional. A vizinhança revelou ainda que os conhecidos curandeiros tentaram silenciar os parentes da infeliz de 48 anos de idade, que tinha sido transportada de motorizada até àquele local ainda em vida por um dos acusados e submetida a tratamentos tradicionais que a levaram à morte.

Refira-se que, na ocasião, foi resgatado um outro cidadão de 46 anos de idade que se encontrava internado na casa dos supostos curandeiros. O referido cidadão foi encaminhado ao Hospital Geral do Moxico, onde recebe assistência médica. Os supostos criminosos encontram-se já a contas com a Justiça.

error: Content is protected !!