Primeiro-ministro sudanês sobrevive a um atentado à bomba em Cartum

O primeiro-ministro sudanês, Abdallah Hamdok, sobreviveu a um ataque a bomba na capital do país, Cartum, anunciou, ontem Segunda-feira, o seu chefe de gabinete, Ali Bakhit, numa mensagem nas redes sociais

“Ocorreu uma explosão enquanto o carro do primeiro- ministro, Abdallah Hamdok, passava, mas graças a Deus ninguém foi afectado”, declarou Bakhit numa mensagem publicada na sua conta na rede social Facebook, citado pela agência de notícia AFP.

De acordo com a agência de notícias Associated Press (AP), a família do primeiro-ministro assegurou que o líder político está em segurança. Segundo os meios de comunicação sudaneses, citados pela AP, nenhum grupo assumiu ainda o ataque a Abdallah Hamdok.

Hamdok foi nomeado primeiro- ministro em Agosto passado, depois de protestos pró-democracia terem forçado os militares a retirar do poder o Presidente Omar al- Bashir e depois substituí-lo por um Governo liderado por civis.

Os generais militares continuam a ser os governantes de facto do país e demonstraram pouca vontade de entregar o poder à Administração liderada por civis. Hamdok confirmou que o Governo cooperará com os esforços do Tribunal Penal Internacional (TPI) para processar os procurados por crimes de guerra e genocídio em conexão com

error: Content is protected !!