Fome força mais de 8 mil alunos a abandonar a escola nos Gambos e na chibia

Um total de 8.068 alunos do ensino primário abandonou a escola no ano lectivo de 2019, nos municípios dos Gambos e Chibia, por causa da fome, em consequência da seca que assolou os dois municípios mais a Sul da província da Huíla

POR: João Katombela, na Huíla

A informação foi avançada ontem, na vila de Chiange, município dos Gambos, pelo seu administrador, Elias Sova, na primeira reunião ordinária do Governo Provincial da Huíla decorrida naquela parcela do território nacional. Elias Sova referiu que nos dois municípios o abandono escolar foi progressivo no ano lectivo de 2019, em consequência das alterações climáticas que de um tempo a esta parte têm vindo a assolar a região Sul do país.

O governante, que falava em representação dos administradores municipais da Chibia e Humpata, informou que o número só não subiu graças à intervenção do Programa de Merenda Escolar. “O Programa de Merenda Escolar beneficiou 1.699 crianças nos Gambos, 789 na Chibia e 1.308 crianças no município da Humpata, ambas do ensino primário nos municípios em referência” disse. Sobre a rede escolar, Elias Sova revelou que a mesma é composta por um total de 1005 salas de aulas dos três níveis de ensino, nos três municípios, onde existem igualmente cerca de 909 turmas que funcionam ao ar livre.

Mais de 33 mil famílias afectadas pela seca em três municípios

O administrador municipal dos Gambos disse, ontem, na vila do Chiange, que o fenômeno da seca que assola uma grande parte do país, principalmente nos municípios dos Gambos, Chibia e Humpata afectou cerca de 33 mil setecentos e trinta e seis famílias. Elias Sova adiantou que por esta razão foram assistidas igual número de famílias no âmbito do programa de apoio às vítimas da seca nos três municípios, através de bens arrecadados pelo Governo Provincial, com o apoio de várias ONG, Comissão Provincial da Seca Sociedade civil e partidos políticos. “No âmbito do programa de emergência, os municípios foram contemplados polo Governo Provincial com 137 moto cisternas para o abastecimento de água potável às populações vulneráveis, registando- se as seguintes quantidades por município: Gambos, 77 moto cisternas; Humpata 25 e Chibia 35 moto cisterna” detalhou.

Casa Paroquial alimenta diariamente sete pessoas do interior dos Gambos

A seca que ainda assola o município dos Gambos na província da Huíla tem estado a causar muitas consequências, desde o aparecimento de doenças ao êxodo rural. Para escapar da fome, muitas pessoas acorrem diariamente à Casa dos Padres da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima dos Gambos, onde encontram algum alento dos missionários. O pároco, José Vinte Cordeiro, revelou que diariamente sete pessoas vindas das localidades da Taka, Pongolo e Panguelwa batem porta da casa paroquial em busca de comida. “São pessoas que ainda têm uma confiança na igreja, nós também não temos muito, mas como nos disse Jesus, dai de comer a quem tem fome e de beber quem tem sede, temos repartido o pouco com eles” revelou o sacerdote. O município dos Gambos, onde não chove há três semanas, localiza-se a 150 quilómetros da cidade do Lubango, com uma população estimada em 92 mil e quatrocentos e sessenta e quatro habitantes, cuja principal actividade é a agropecuária.

error: Content is protected !!