Jovem rapta bebé dentro da igreja durante o ofertório

A Polícia Nacional no Cuanza-Sul, junto do Serviço de Investigação Criminal, confirmou, ontem, a detenção de uma cidadã de 29 anos, residente no município do Amboim, nesta província, acusada do cometimento do crime de “subtracção de menor”

Segundo a Polícia local, o facto ocorreu no interior de uma Igreja, naquele município, quando a mãe do menor de um mês de vida se levantou para proceder à oferta, deixando o bebé sob os cuidados da avó. Aproveitando-se da inocência da idosa que cuidava da criança, uma cidadã, por sinal fiel da mesma Igreja, pediu, amigavelmente, a criança das mãos da idosa e se retirou do interior da igreja, tendo de seguida se colocado em fuga para a sua casa, alegando ser seu filho.

Os parentes, confusos por não a terem visto grávida, incluindo o seu marido, obrigaram-na a fazer a devolução do pequeno. Apercebendo-se da descoberta, falsificou astutamente o cartão de gestante, o que facilitou a sua descoberta pelas enfermeiras, levando-a imediatamente ao SIC, que procedeu à devolução da criança aos pais e a detenção da suposta criminosa.

“Neste momento, a família do bebé vive um ambiente de alegria, agradecendo pelo trabalho do SIC”, disse o inspector chefe Domingos Chitongua, Porta- Voz do SIC naquela província, tendo aproveitado para aconselhar aos encarregados a terem mais cuidado com as crianças e apelado às populações a intensificarem a vigilância e o rigor para garantia da segurança.

error: Content is protected !!