Lourenço mantém governantes “em terra”

Presidente da República, João Lourenço, suspendeu as deslocações, em missão de serviço, ao exterior dos membros da função executiva da Administração Central e local do Estado.

De acordo com um comunicado do Chefe de Estado, tornado público ontem, essa medida está associada ao facto de a Organização Mundial da Saúde ter declarado como pandemia a infecção causada pelo vírus COVID-19, associada a elevada taxa de mortalidade e o seu impacto social e económico negativo em todo o mundo.

A decisão, segundo a Casa Civil do Presidente da República, surge da necessidade de adopção de medidas de contigência para se evitar a importação de casos e salvaguardar a saúde da população em geral.

“O Presidente da República autorizará excepcionalmente a saída dos membros da função Executiva referidos no número anterior, quando os interesses do Estado assim o justificarem”, lê-se ainda no documento.

Notícia em actualização

error: Content is protected !!