Casal vindo de Madrid, os dois primeiros casos de Covid-19 na Namíbia

Vindos de Madrid, Espanha, um casal está isolado na Namíbia, na cidade de Windhoek, após terem sido diagnosticados ontem à noite como portadores do novo coronavírus. As autoridades de saúde dizem estar a fazer de tudo para evitar a propagação da doença naquele país, vizinho de Angola

A Namíbia é o 18° país africano com casos de Covid-19. Ontem, um casal chegado recentemente de Madrid, Espanha, obteve resultado positivo, tendo a pandemia se alastrado para mais um país da África Subsariana.
O casal infectado regressou de Espanha na Quarta-feira, 11 de Março e, segundo a nota de imprensa do Ministério da Saúde e Serviços Sociais namibiano, as medidas preventivas tomadas no aeroporto não detectaram nenhum sintoma.
Todavia, passadas poucas horas após chegada ao território namibiano, o casal começou a manifestar sintomas como tosse, tendo visitado uma instituição de saúde que recolheu as suas amostras e os colocou de quarentena.
Apesar de a Namíbia ter recebido neste mês 1.000 testes de Covid-19, amostras dos pacientes suspeitos foram remetidas para a África-do-Sul e, ontem, “às 21h, foram recebidos os resultados positivos”, lê-se no comunicado.
As autoridades iniciaram ontem mesmo o rastreio de pessoas com as quais o casal manteve contacto no território namibiano, para conter a propagação da doença.
Recorde-se que, dos 54 países africanos, 18 já têm cidadãos infectados com a pandemia do novo coronavírus, tendo morrido um paciente no Sudão. Apenas 43 países de África estão capacitados para fazer testes de diagnóstico.
Segundo especialistas e responsáveis da O.M.S. em países de África, medidas de prevenção e contenção são, de facto, o melhor remédio para a maioria dos países do continente, devido ao seu débil sistema de saúde.

leave a reply