Covid-19 chegou à Namíbia: Presidente cancela celebração oficial da Independência

Foram conhecidos ontem dois casos positivos do novo coronavírus na República da Namíbia. Viajantes vindos de Madrid, um casal está em quarentena em Windhoek, enquanto as autoridades rastreiam as pessoas com quem mantiveram contacto desde Quarta-feira. O Presidente namibiano cancelou as celebrações oficiais do Dia da Independência, a assinalar-se no dia 21, bem como decretou 30 dias de alarme e algumas suspensões, segundo a sua conta no Twitter

Na tarde de ontem, após terem sido divulgados os dois primeiros casos de Covid-19 naquele país, o Presidente da República da Namíbia anunciou na sua conta do Twitter várias medidas de contenção nacional.

“O orçamento das comemorações do Dia da Independência será dirigido à luta contra o coronavírus”, lê-se num tweet do Presidente. E, “vôos de e para o Qatar, Etiópia e Alemanha estão suspensos por 30 dias”. Ainda na conta do Twitter do Presidente Hage Geingob, está espelhada a suspensão das viagens internacionais dos membros do Governo namibiano, bem como estão proibidas por 30 dias reuniões ou convívios sociais que agreguem multidões.

Os seguidores do Presidente, cidadãos residentes na Namíbia, reagiram e partilharam a publicação, estando de acordo que a contenção e prevenção são imperativas, havendo, porém, algumas reclamações sobre a limitação tardia dos vôos internacionais.

Pronunciamento de órgãos oficias

Até ao fecho deste jornal, no site do Ministério da Saúde e Serviços Sociais namibiano não havia confirmação da presença da doença no país, nem no site da O.M.S., apesar de a imprensa mundial noticiar. Todavia, está em circulação um comunicado do Ministério da Saúde datado de ontem e, sabe-se que os relatórios da O.M.S. são diários, pelo que, não deverá tardar que a Namíbia seja incluída nos países contaminados. A Namíbia é assim 18º, dos 54 países africanos, a reportar casos positivos do novo coronavírus.

Quanto à origem da entrada da doença no país, foi por meio de um casal, vindo recentemente de Espanha. O casal contaminado pelo Covid-19 voltou de Madrid, capital espanhola, na Quarta-feira, 11 de Março. No mesmo dia, postos em casa, começaram a manifestar sintomas, apesar de se sentirem bem quando foram averiguados no aeroporto.

As suas análises laboratoriais recolhidas no hospital para o qual se dirigiram, em Windhoek, foram enviadas para a África-do-Sul, onde foram feitos os testes que deram positivo, sabendo-se os resultados na noite de Sexta 13. As entidades responsáveis estão a contactar os cidadãos com os quais o casal infectado pelo novo coronavírus estabeleceu interacção na Namíbia desde Quarta-feira, para se evitar a propagação da doença no país.

Porque a ameaça de disseminação é temida em África, uma vez que a maioria dos países não têm capacidade sanitária suficiente para combater pandemias, a O.M.S. orienta que medidas preventivas eficientes sejam praticadas.

leave a reply