Lopito Feijóo dá sequência ao projecto poético com a obra “Doutrina sem a qual nunca”

A obra poética é a décima do projecto poético Doutrina, desenvolvido desde 1987 pelo autor, e será lançada a 27 deste mês, em Lisboa. Em Luanda, a sua apresentação ocorrerá em Maio, no Centro Cultural Njinga Mbandi

O escritor angolano Lopito Feijóo lança a 27 do mês em curso, em Lisboa (Portugal), o livro “Doutrina sem a qual nunca”, que será apresentado pela professora da Universidade de Coimbra Ana Rocha e pelo poeta guineense de Bissau Tony Tcheka. A mesma é constituída por 85 páginas, com textos poéticos de reflexão geral, que, segundo o autor, podem ser lidos sob uma perspectiva que dista a tradição e a modernidade identitária dos povos de Angola. “É a actualidade e a realidade política, económica, social e cultural.

De um modo geral, os leitores vão evidenciar-se ao longo do livro com requintados e metafóricos laivos filosofais, adstritos a sabedoria tradicional africana tal como, noutros títulos, já havia feito, no âmbito do projecto”, aclarou o escritor numa conversa com OPAÍS. Está, é a décima obra do projecto poético denominado “Doutrina”, ainda em curso, desenvolvido pelo autor desde 1987, cujos títulos integram a palavra que dá nome ao projecto.

O primeiro que publicou, em 1987, chamava-se mesmo Doutrina, e a ele se seguiram: Lex & Cal Doutrina (2012), Marcas da Guerra Percepção Íntima & Outros Fonemas Doutrinários (2013), Andarilho e Doutrinário (2013), ReuniVersos Doutrinários (2015), Pacatos & Doutrinários Recados (2016), Imprescindível Doutrina Contra (2017), Doutrinárias Lâminas Doutrinárias (2018) e, Doutrina Com Fabulações (2019). Lopito Feijóo disse que o livro surge na sequência dos outros títulos doutrinários, palavra que considera fundamental para projecto literário que, segundo ele, trata-se igualmente de um esboço de intervenção cívica e de intervenção sociopolítica. “É um livro para gente madura, para os leitores da melhor poesia angolana e universal. Considero este um livro adequado para todas as estações e para momentos altos e baixos da vida dos leitores que com ele se identificarem”, observou o poeta.

Outros trabalhos

Em termos de projectos, está prevista para o final do ano a apresentação e lançamento do livro em que são reunidos 90 poemas eróticos intitulado “Desejos e doutrinárias marintimidades“. Este livro, de acordo com o autor, foi entregue a um editor português. “E se tudo correr como esperamos, ainda em Setembro será lançado ao público. Depois vamos dar um bocado mais de atenção ao nosso primeiro romance de auto-ficção, pois, a prosa é para nós um importante arsenal de poesia e ritmo”.

Sobre o seu percurso profissional nos últimos cinco anos, disse ter constatado uma desenvoltura no que concerne a qualidade artística, bem como a sua divulgação e afirmação no mundo, e, principalmente, no universo dos países onde o português é a língua dominante. “Nesse período, também tivemos a oportunidade de ver algumas das nossas obras traduzidas e publicadas em inglês, em francês e em italiano, facto importante para quem quer ver a sua obra cada vez mais internacionalizada”, enalteceu a ocorrência.

error: Content is protected !!