Covid-19 causa perto de 500 mortes em Itália em 24h

Num período de meras 24 horas, 475 pessoas morreram em Itália, vítimas do novo coronavírus, de acordo à BBC News e demais imprensa internacional. Até ontem, Covid-19 já havia contaminado mais de 200.000 pessoas em 171 países, segundo o site da Aljazeera

Os dados do “Worldometer” ontem à noite confirmaram 2.978 mortes dentre 35.713 infectados, de 31 de Janeiro a 18 de Março de 2020. O alarme incrementou nas anteriores 24h, com 475 novas mortes por Covid-19.

Com as adicionais 475 mortes, Itália, um dos países europeus mais visitados do mundo, mantém-se em segundo lugar, no ranking internacional de gravidade da pandemia, ultrapassada somente pela China, país da origem do surto.

Somente na Lombardia, lê-se no BBC News, “registaram-se 319 mortes em um dia”, sendo a “área mais afectada”. Apesar de o país inteiro estar em quarentena, o número de infectados e mortes aumenta drasticamente.

Fruto das severas e necessárias medidas que o Governo italiano tem tomado, as praças mais famosas do país estão sempre vazias, os museus estão fechados há perto de uma semana e os concertos foram cancelados.

Foi noticiado ontem que os canais de Veneza estão mais limpos, devido à quarentena forçada pelo novo coronavírus, representando uma boa notícia para aquela cidade turística e para o país, no meio de tantas mortes.

Tedros Ghebreyesus, Director-geral da O.M.S. desde 2017, recomenda que “para suprimir e controlar a pandemia, os países devem isolar, testar, tratar e rastrear” as pessoas com quem os infectados tiveram contacto.

error: Content is protected !!