Governo proíbe entrada e saída de aviões internacionais

Angola decidiu interditar a saída e entrada de voos internacionais a partir das 0h de Sexta-feira, 20 de Março, com o objectivo de expor o país ao risco de contágio da pandemia do Covid-19 (Coronavírus)

Vista parcial do aeroporto internacional 4 de Fevereiro

No documento do Instituto Nacional da Aviação Civil a que OPAÍS teve acesso, refere-se que “ficam suspensos todos os voos internacionais de e para Angola”. Ainda não há registo de nenhum caso da doença até à presente data, mas as autoridades tomam medidas preventivas para que o Coronavírus não chegue ao país. No dia 14 do corrente mês, a companhia de transporte aéreo, TAAG, anunciou para 16 do mesmo mês a suspensão de voos para a cidade de Porto, em Portugal, a mais afectada pela doença neste país.

Todavia, acabaria por recuar da decisão inicial, mantendo os três voos semanais para a cidade invicta, transportando em média mil passageiros. Importa realçar que, ontem, o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, declarou estado de emergência naquele território por causa do Covid-19.

Por cá, no quadro da prevenção, estão já proibidas a entrada de aeronaves com passageiros provenientes da China, Irão, Coreia do Sul, Itália, França, Espanha, considerados como os países mais afectados. No continente africano a República Democrática do Congo (RDC), Costa do Marfim, Camarões, Senegal, Togo, Egipto, Tunísia, Argélia, Marrocos, Gabão e Etiópia estão entre os países africanos afectados.

error: Content is protected !!