o editorial: Que não venham os sacrifícios

o editorial: Que não venham os sacrifícios

João Lourenço foi lacónico ao falar sobre o Coronavírus, não se alongou em promessas e nem fez grandes considerações sobre o Covid-19 ou sobre a percepção da doença em Angola.

Mas mostrou segurança, sobretudo por o país não . . .


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta