Angola e Congo delimitam fronteira marítima em 2022

A Comissão Interministerial de Delimitação e Demarcação da Fronteira Marítima Angola e Congo (Brazzaville) estabeleceu, nesta Sexta-feira, o ano de 2022 para a definição da fronteira marítima entre os dois países.

A decisão resulta do 4º encontro da referida Comissão, que durante três dias esteve reunida na cidade angolana de Cabinda. Na zona marítima transfronteiriça entre os dois países, Angola e Congo dividem o campo petrolífero de Lianzi (Blocos 14, Angola e, Alto Mar – Congo Brazzaville).

Em declarações à imprensa, o secretário-geral da Comissão Interministerial, Domingos Moreira, afirmou que foram acertados pormenores sobre o início, este ano, de acertos relativamente à delimitação da fronteira marítima comum. A par deste aspecto, Domingos Moreira informou que a Comissão também tem sobre a mesa a resolução da União Africana (UA) que obriga os países africanos, com fronteiras marítimas, a definirem esses limites num clima de paz e segurança até o ano de 2022.

A delegação congolesa ao encontro que analisou, igualmente, a definição das empresas para a realização dos trabalhos sísmicos, foi chefiada pelo secretário permanente da comissão nacional de fronteiras da República do Congo Brazzaville, Jacques Essissongo. O próximo encontro foi marcado para o mês de Agosto na cidade de Brazzaville, República do Congo.

error: Content is protected !!