Polícia descobre “matadouro humano” na Lunda-Norte

Cinco estruturas ósseas de indivíduos mortos por marginais foram encontradas no Sábado num terreno baldeio descrito como “matadouro humano”, no município do Chitato, na Lunda-Norte, por efectivos do Serviço de Investigação Criminal (SIC) e da Polícia Nacional

De acordo com informações que tivemos acesso, as vítimas terão sido mortas por marginais quando efectuavam o serviço de moto-taxi no trajecto Dundo- Candjamba, num ponto que dista a 20km. As autoridades tomaram conhecimento da existência dos ossos por via de uma denúncia um cidadão que testemunhou um pequeno desentendimento entre um moto-taxista e um potencial passageiro. “O moto-taxista que, por sinal, seria mais uma das vítimas”, lê-se numa nota chegada a nossa redacção.

Diz ainda que o mototaxista estava a ser obrigado pelo passageiro a mudar de rota, pois, este sabia que o deixariam no local onde eram executados os demais taxistas, cujos corpos foram encontrados em estado avançado de putrefação. A Polícia deteve um dos supostos integrantes da quadrilha, de cidadãos de nacionalidades congolesas. Ele afirmou que após a morte dos moto-taxistas se apossavam dos bens destes, incluindo a motorizada que vendiam de seguida.

Ao tomarem conhecimento da situação um grupo de efectivos que se encontravam em patrulhamento no bairro Camabo, localidade do Candjamba, impediu que os meliantes concretizassem mais um assassinato. O grupo de malfeitores é composto por oito elementos todos cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) que se puseram em fuga, tão logo aperceberam- se da presença policial. O suposto integrante do grupo já está a contas com a justiça, enquanto o SIC e a Polícia Nacional prosseguem com a investigação com vista a deter os foragidos. Os restos encontrados estão a ser removidos pelo laboratório do Serviço de Investigação Criminal, para efeitos de identificação e o consequente enterro.

error: Content is protected !!