Você já ouviu falar da biossegurança ?

POR: Sueli Gamarano

Os cuidados com equipamentos e higiene pessoal dos profissionais de spar são muito importantes. As profisionais destes sítios exigem um contacto directo e diariamente com diversas infecções e impurezas, deixando os profissionais e os clientes bastante suscetível as doenças. Sabendo disso, precisamos informar quais os principais cuidados que devemos ter, por exemplo; a necessidade dos equipamentos, de (EPIS). Equipamentos de Protecção Individual. Nestes espaços há várias questões que envolvem a Biossegurança. É preciso seguir o padrão de segurança para evitar contaminações e pequenos acidentes. Dessa forma, destacamos as principais ferramentas e equipamentos de protecção individual. Todos esses sítios têm que ter as condições e cuidados fiscalizados e regulamentados. Os equipamentos referem-se aos instrumentos de protecção individual utilizado pelos profissionais durante o atendimento.

Esses ajudam a prevenir doenças e lesões nos ambientes de trabalho. Sabendo disso, todos devem ter: máscara de protecção para minimizar o risco de contaminação por microorganismos dispersos no ar; óculos de protecção; para bloquear impactos de resíduos de unhas, peles e produtos durante o procedimento; jalecos ou aventais; para ajudar a proteger o corpo de objectos cortantes, produtos químicos e resíduos de pele e unhas contaminados; touca ou gorro; porque além de proteger também evita que caia cabelo no ambiente laboral; luvas: é o equipamento de imprescindível. As luvas diminuem o risco de contaminação por sangue e outros fluidos, além de evitar a disseminação de germes. Além dos equipamentos de protecção individual, o ambiente também é parte importante da biossegurança. As salas precisam ter: pisos e paredes de textura lavável; todos os ralos devem conter a opção de fechar ou ter uma tela de passagem milimétrica; água encanada e potável; ligação com a rede de esgoto local; todas as mobílias devem ter superfície 100% lisa; banheiro com pia, sabão líquido, papel toalha e água corrente e álcool em gel.

Pia de uso exclusivo para limpeza dos materiais de trabalho. Equipamento completo de esterilização; lixo em saco plástico fechado, preferencialmente separados para colecta seletiva. Todas as condições de higiene e o padrão exigido. Medidas de biossegurança: melhora a prevenção de doenças transmissíveis. Mesmo com um ambiente completo, ainda é importante ficar atento com a prevenção de doenças transmissíveis. Essa questão também faz parte da Biossegurança e está diretamente ligada à atenção que os profissionais tem com seus equipamentos e manejo durante as consultas. Uma das formas mais eficientes de prevenção de doenças transmissíveis é realização a assepsia das mãos, dos instrumentos e dos locais com bastante atenção antes de cada atendimento. Assim como o coronavirus , a transmissão ocorre, normalmente, por meio de gotículas de saliva contaminadas que ficam em suspensão no ar.

Essas gotículas podem entrar em contato com outra pessoa, causando sua contaminação, ou ainda cair em superfícies que podem contaminar outros indivíduos. Diante das formas de contaminação, fica claro que a prevenção está diretamente ligada à higiene. Podemos fazer nossa parte para evitar- mos a contaminação pelo coronavirus. Lavar sempre as mãos. Proteger a boca com o antebraço quando for tossir ou espirrar. Manter as mãos sempre limpas. Para lavar a mão, deve-se utilizar água e sabão ou, ainda, álcool 70%. Para utilizar o álcool, é importante que as mãos já tenha passado por uma higienização com água e sabão. Utilizar lenços descartáveis; deixar o ambiente sempre ventilado; não tocar na região dos olhos, nariz e boca sem que a mão esteja limpa; não compartilhar objectos de uso pessoal, como garrafas, copos e talheres; evitar contacto com pessoa doente, evitando abraços, beijos e apertos de mão; evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto. Lembre-se isto é uma doença viral.

error: Content is protected !!