Angola sem novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Angola continua com três casos de Covid-19, cujos infectados apresentam sintomas ligeiros da doença, e estão a ser assistidos nas unidades equipadas para o efeito, revelou ontem, em Luanda, a directora Nacional de Saúde Pública, Helga Freitas, salientou o Observador

Durante a apresentação diária do balanço da situação epidemiológica do país, em África e no mundo, a gestora fez saber que até ao dia de ontem não foram registados em Angola novos casos de Covid-19, ou seja, o país continua com os três casos positivos anunciados no dia anterior pela ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta.

“Em Angola, até ao momento registamos três casos positivos e sem nenhum óbito. Estes três casos encontram-se estáveis, com sintomatologia leve, em nossas unidades de referência de isolamento e de tratamento”, garantiu. Helga Freitas esclareceu que as pessoas que mantiveram contactos com os três pacientes estão bem e encontram-se em quarentena institucional num dos centros criados pelo Executivo para atender a situações do género.

Até ao momento foram processadas 169 amostras, sendo que as últimas amostras processadas pelo Instituto Nacional de Investigação em Saúde foram negativas. Entretanto, estão 463 pessoas em quarentena institucional nos centros de quarentena no Calumbo e em dois hotéis. Ela reiterou a necessidade de se manter em quarentena de 14 dias e apelou a se evitar visitas a pessoas que tenham regressado de países com circulação comunitária deste vírus.

Por outro lado, pediu a todas as pessoas que observem as medidas de prevenção que se tem estado a divulgar, como a lavagem das mãos frequentemente, tossir de forma a proteger as outras pessoas, manter uma distância de pelo menos um metro. Entre as medidas de protecção por si avançadas consta igualmente evitar aglomerados populacionais.

Disse que cumprindo essas medidas, será possível fazer-se a contenção do vírus e travar a sua expansão pelo país. “Pedimos novamente à população que se mantenha calma e serena. Isto é para o bem de todos, para a segurança sanitária do nosso país e do mundo”, solicitou. De realçar que os três casos positivos são de cidadãos nacionais com idades compreendidas entre os 23 e os 38 anos, que regressaram recentemente ao país, com passagem por Portugal.

O último caso é de um individuo de 23 anos de idade que teve uma passagem por Espanha e regressou de Portugal no voo de dia 17 Março. O novo Coronavírus, responsável pela pandemia do Covid-19, já infectou milhares de pessoas em todo o mundo e causou milhares de muitos mortos. Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Entretanto, até ontem haviam sido registados em África, nas anteriores 24 horas, e notificados pela Organização Mundial da Saúde, 990 casos, com 23 óbitos. E no mundo foram notificados 332 mil e 930 casos, com 14 mil e 510 óbitos.

error: Content is protected !!