Covid -19 pode afectar 50 % da produção agrícola no país

A produção agrícola pode diminuir até 50%, tendo em conta as medidas de segurança decretadas pelo Executivo para evitar a multiplicação do Covid-19 que abrangem vários sectores. Para este ano, estava prevista a colheita de 134 mil 556 toneladas de produtos diversos

O director da Agricultura, Pecuária e Pescas, Vladimir Catinda, referiu que tal como os demais sectores, a agricultura vai registar queda na produção de produtos diversos, por causa das medidas de protecção orientadas pelo Executivo, de modo a diminuir a propagação da pandemia do Covid-19 no país. “O sector agrícola vai produzir menos que o previsto porque os fornecedores de sementes e fertilizantes vão encerrar os estabelecimentos no período de quarentena.

Os camponeses que têm filhos menores também não poderão trabalhar por algum tempo, pois têm igualmente de cumprir as medidas de protecção para travar o vírus que já atingiu os cinco continentes ”, explica. Para o responsável, há necessidade de maior trabalho de sensibilização e divulgação da pandemia do Covid-19 a nível dos camponeses e os pescadores, de modo a evitarem aglomerados de pessoas e também por tratar-se de um grupo com pouca informação na questão de biossegurança.

“Os camponeses estão muito vulneráveis por trabalharem em grupo e devem ser orientados como se protegerem e a cumprirem as medidas de higiene em campos agricólas, explica. No presente ano, na provincia de Luanda estava prevista a preparação de 11 mil 931 hectares de terra e a colheita de 134.556 toneladas de produtos, como hortícolas, cereais, tubérculos, frutas e demais produtos.

Vladimir Catinda avançou que está a ser elaborado um plano de contingência para proibir o consumo de carne de caça e os matadouros só poderão funcionar com as medidas todas de higiene e a presença de um especialista. Por outro lado, haverá maiores reforços nas fronteiras. No que toca a atribuição de equipamentos de protecção aos camponeses, Vladimir Catinda referiu que está agendada uma reunião com o Executivo para abordar o assunto e proteger a classe camponesa.

Lembrar que recentemente a província de Luanda foi contemplada com um lote de 20 tractores agrícolas. Na opinião do responsável, a aquisição das máquinas vai permitir fomentar o sector a agricultura familiar, aumentar os níveis de produção e apostar na produção industrial.

error: Content is protected !!