Ambirecíclo distribui sabão caseiro a famílias carências para prevenir Covid-19

Diariamente serão identificadas zonas carenciadas onde se fará a distribuição de mil barras de sabão para a higienização das mãos. Cidadãos podem contribuir para o êxito da campanha cedendo óleo usado

A campanha visa diminuir as dificuldades que muitas famílias carenciadas têm encontrado na aquisição deste produto essencial para prevenção do Covid-19, cujos preços se vão alterando a cada dia que passa, revelou, ontem, a OPAÍS, Fernanda Renée, responsável da Ambireciclo. A empresa Ambireciclo diz já ter sabão em stock da sua produção lucrativa e que vai canalizar para a fase inicial da campanha, cujos beneficiários, residentes na periferia de Luanda, não precisarão de sair de casa.

A entrega do produto será ao domicílio, com meios disponibilizados por cidadãos que se mostraram solidários com a causa. Fernanda Renée disse que a escolha inicial recaiu para Luanda pelo facto de ser na capital onde se registaram os primeiros casos da pandemia, mantendo a disponibilidade de chegar a outros pontos do país caso venha a existir necessidade.

A sua pequena empresa tem a capacidade de uma produção diária de duas mil barras de sabão, mas para a campanha vão disponibilizar apenas mil barras, pelo facto de parte dos técnicos terem sido dispensados devido ao Covid-19. Aos empresários, a jovem apela para se juntarem à causa disponibilizando soda cáustica, produto essencial na produção, sendo que qualquer cidadão pode contribuir cedendo óleo usado na cozinha, como, por exemplo, o resto dos fritos.

Fernanda Renée diz que o principal objectivo da Ambireciclo, vocacionada para a promoção da economia verde através da reciclagem de materiais, é ajudar na prevenção para reduzir o máximo possível o contágio do Covid-19 através da lavagem das mãos.

error: Content is protected !!