Carta do leitor: As pessoas não sabem o que é um metro

Estimado director do jornal OPAÍS O nosso povo precisa ainda de muita educação. Agora é que estamos a ver o efeito das políticas públicas do Governo. Não há civismo, nem mesmo para cada um salvar a sua própria vida. Passei a manhã toda a olhar para fora da janela do meu apartamento. As pessoas não querem saber da medida do Governo, de emergência nacional.

Nem sei se as pessoas sabem. Se calhar a informação não chegou. Mas mesmo assim, já se fala do Cornoavírus há muito tempo. Aliás, até algumas pessoas andam por aí de luvas e máscaras. Mas o problema maior é na aglomeração. Na proximidade. Será que mesmo nas fi las dos bancos os angolanos não conseguem fi car afastados uns dos outros só um metro?

Fiquei a pensar nisso, mas depois também pensei que o problema está na falta de boa escola, as pessoas não sabem medir, não têm noção da distância de um metro. Eu posso falar sem elevar a voz com alguém que está a um metro de mim, o problema é que as pessoas não têm noção disso. Por isso eu disse que agora vamos sentir o efeito da desestruturação da educação no país.

Mas também temos de admitir que as pessoas vão ter muita difi culdade de fi car em casa sem comida. Os que fi caram nas fi las dos bancos ontem, estavam lá só para levantar um dinheirinho para comprar alguma coisa para casa. Mas este vírus pode matar muita gente em Angola, as pessoas não entendem o perigo.

João Faustino Luanda

error: Content is protected !!