O bispo da Igreja Católica Estanislau Chindecasse encorajou, ontem, Segunda-feira, os órgãos judiciais locais a prosseguirem com medidas que visam o combate à corrupção a todos os níveis na lunda-Norte, visando a consolidação de uma gestão honesta, transparente, responsável e patriótica, sobretudo do erário

Em declarações à imprensa, a propósito da visão da igreja sobre o combate levado a cabo pelo Governo angolano desde 2017, Dom Chindecasse sublinhou que “Angola está a viver um momento inédito”, apelando para a melhoria das condições de trabalho dos órgãos de justiça e para a aposta na formação permanente dos operadores para o alcance dos objectivos preconizados. Para o caso da Lunda-NortNorte, o bispo apelou à necessidade de haver pouca pressão aos órgãos judiciais, para se evitar erros nos processos, sobretudo em fase de julgamentos. Alertou para que este combate seja abrangente e que as instituições afins desenvolvam o seu papel com rigor, responsabilidade, isenção e sem pressões. A Procuradoria Geral da República na Lunda-Norte investiga cerca de 34 processos de crimes de peculato, corrupção e crimes conexos

error: Content is protected !!