Será o COVID-19 um novo factor de consumo?

Por:HAMILTON TOMÁS*

O rumo da economia mundial levou o país para um cenário inédito. Desde 2018, que o consumidor angolano teve tendências de reduzir o ritmo de consumo para alguns bens e serviços. O resultado dessa desaceleração da economia tem impactado o poder de compra da população angolana em geral e em particular a população Luandense e consequentemente fez com que alguns produtos fossem substituídos por marcas com preços mais acessíveis. Com o anúncio dos primeiros casos da infecção por Covid-19 em angola, concretamente em Luanda, o governo accionou medidas de segurança e protecção, entre a população, de formas a evitar o contágio e proliferação da doença. Face a estes dois cenários, advinha- se que alguns produtos registem uma certa valorização e incremento na procura. É o caso de sectores como Higiene Pessoal e Higiene no Lar, que são considerados como Chave para a prevenção da disseminação da doença. As marcas deste segmento, higiene e limpeza, podem ter aqui uma oportunidade de estarem na mente do consumidor pois, é em cenários como estes, de crise e medidas estreitas de prevenção, que os consumidores valorizam mais as marcas / produtos. O estudo posicionamento de marcas da Keyresearch é realizado três vezes ao ano e inclui um ranking das dez marcas mais citadas em dez categorias incluindo Higiene do Lar, Higiene Pessoal, Águas de Mesa (sem gás), Bebidas Energéticas, Cervejas, Gasosas, Instituições Bancárias e Seguradoras. O estudo integra diferentes indicadores de estudo que refl ectem o posicionamento de uma determinada marca e em diferentes categorias. HAMILTON TOMÁS* Para esta primeira vaga, 2020, realizada em Fevereiro foram realizadas 1.005 entrevistas presenciais, em Luanda, com indivíduos com idades compreendidas apartir de 15 anos ou mais. A nossa margem de erro está estimada, mais ou menos, 3,09% onde assumimos um intervalo de 95%. Tal como tem sido observado ao longo do tempo, cada vaga vem repleta de suas novidades, insights exclusivos, de notoriedade, consumo e recordação publicitária e exemplos de alguns canais de comunicação mais efi – cientes. Para esta primeira vaga (Fevereiro de 2020), o estudo de posicionamento trás uma novidade que tem de ver com o comportamento dos consumidores angolanos em situação de crise infl uenciada pelo Coronavírus.

error: Content is protected !!