Ministro do Comércio apela maior supervisão da politica comercial

Por:Brenda Sambo

O ministro do Comércio, Victor dos Santos, apelou, aos novos membros empossados do seu pelouro, maior controlo, supervisão e elaboração da politica comercial com vista a regularizar e discilpinar a actividade comercial e livre concorrência salvaguardando os direitos dos consumidores. Os novos responsáveis do M nistério do Comércio foram empossados ontem, Quarta-feira, pelo ministro do Comércio, Víctor dos Santos. Tomaram posse, o director do gabinete do ministro, Bernardino Muteca Kambinda; o consultor do gabinete do ministro para as Relações Internacionais e o Desenvolvimento Integrado, Eduardo Machado; directora nacional do Comércio Externo, Augusta Fortes e o secretário- geral Shinya Jordão. Ainda na mesma cerimónia, Manuel Domingos de Oliveira foi empossado como chefe do departamento de Acompanhamento da Balança Comercial da direcção nacional do Comércio Externo e Denise de Jesus, como chefe do departamento de Supervisão e Políticas do Comércio Externo, da mesma direcção.

O ministro recordou aos empossados que o essencial das tarefas do departamento ministerial do Comércio é elaborar, executar, supervisionar e controlar a política comercial, visando regular e disciplinar o exercício da actividade comercial e a livre concorrência Já no domínio da estabilização do mercado, o dirigente apelou maior empenho na contribuição para o aumento da produção nacional de bens e serviços mercantis que, além de garantir o futuro alimentar do país, é parte das responsabilidades destacadas pelo Chefe do Executivo. “No domínio do comércio, relações económicas e internacionais, temos a responsabilidade de coordenar, propor e assegurar as medidas de salvaguarda face às importações, sempre que as mesmas penalizem a comercialização da produção nacional”, assegurou.

Para o titular da pasta, o foco é garantir que exista uma produção nacional disponível para alimentar as populações e também garantir que as políticas comerciais tornem isso possível. “Que nós sejamos parte da solução e não mais do problema”, concluiu o ministro. Os novos empossados substituíram nas respectivas funções, os senhores Francisco Miguel, director do gabinete do ministro; Lukonde Luansi, director nacional do Comércio Externo; Francisco Beny, secretário-geral; José Sicato, chefe do departamento de Acompanhamento da Balança Comercial e Natálio Vicentes, Chefe do departamento de supervisão e políticas do Comércio Externo, os dois últimos, da direcção nacional do Comércio .

error: Content is protected !!