Calouste Gulbenkian dá bolsas de pósgraduação para PALOP e Timor Leste

Com o objectivo de estimular a investigação e promover a valorização profissional, a referida fundação europeia definiu a facilitação da continuação de formação dos estudantes

Por:Alberto Bambi

De acordo com a informação avançada por esta organização, a atribuição destas bolsas a estudantes de países africanos de língua oficial portuguesan (PALOP) e de Timor Leste é, igualmente, uma forma de contribuir para que, nestes países, exerçam as suas actividades e que pretendam prosseguir e actualizar os seus conhecimentos em Portugal. Para se candidatar a uma das vagas disponíveis aos cursos de ciências exactas, da saúde, Língua Portuguesa e Tecnologias de Informação e Comunicação, em ópticas apilcadas à educação, os candidatos deverão preencher um formulário disponibilizado em contas virtuais da Fundação Calouste Gulbenkian(FCG). O processo, que decorre entre os dias 1 e 30 de Abril, merecerá, finalmente, uma selecção a ser feita pelo parecer dos consultores da instituição, que não admitirá recurso por parte de candidatos não seleccionados.

As modalidades de inscrição contemplam unica e simplesmente inscrições por via online, estabelecendo 45 anos como a idade limite. “Não são consideradas candidaturas para mestrado integrado, licenciatura incompleta à data do concurso, bem como ensino à distância”, asseguram os representantes da fundação que promove a continuação da formação de estudantes africanos. A Calouste Gulbenkian reserva- se o direito de fixar, em cada ano, o número de bolsas a atribuir e limitar a respectiva concessão nas áreas de formação já determinadas.

Relativamente à duração das bolsas, sublinham-se os 12 meses no primeiro ano curricular que será seguido de um período de três meses, em Portugal, até uma duração máxima de dois anos para o mestrado e quatro para o programa doutoral, no caso de o bolseiro estar em condiçõe o de o renovar. As condições de renovação têm a ver com as notas dos candidatos e com a prestação de contas à Fundação Calouste Gulbenkian. Importa referir que as áreas cietíficas para as quais a instituição europeia submete os candidatos a formar-se em pós graduação ainda constituem uma necessidade gritante em Angola, a julgar pelos desafios da sociedade local que cobram a intervenção de respectivos especialistas. É a contar com isso que a Calouste tem vindo a programar os seus serviços na promoção de continuidade de formação, ao nível médio e superior.

Conhecida pelo PAT Angola

No nosso país, a fundação europeia é conhecida pela intervenção que vem levando a cabo no Projecto Aprendizagem para Todos(PAT), onde se dedica a apoiar a formação contínua dos professores do ensino primário, facilitando a monitoração de métodos diferenciados ou a aplicação da diferenciação pedagógica, na sala de aulas. No final de 2019, a FCG lançou o programa de ensino à distância para professores do primeiro nível do sub-sistema de ensino vigente em Angola e não só, em consequência do qual se advinha qualquer outro pacote que vise dar continuidade da formação, sobretudo nas especialidades de grande necessidade para o país.

error: Content is protected !!