No 9º dia do estado de emergência Angola regista 10º caso positivo de Coronavírus

O país registou, ontem, mais dois casos positivos do novo Coronavírus (Covid-19). Trata-se de dois cidadãos
angolanos que chegaram ao país nos dias 17 e 20 de Março. Perfazendo, assim, um total de 10 casos positivos

Maria Teixeira

O secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, disse, ontem, na apresentação diária do balanço da situação epidemiológica do país, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, que Angola registou mais dois casos positivos. “Neste momento temos dois recuperados, dois óbitos e seis pessoas que vivem com a doença, mas de forma estável. Sendo que os dois casos confirmados são doentes assintomáticos. Um está na Clínica Girassol e o outro no Hospital da Barra do Cuanza”, disse. Franco Mufinda esclareceu ainda que as actividades de sensibilização da população continuam, igualmente a informação e formação dos profissionais de saúde. Entretanto, a comissão continua com a aquisição de material de protecção individual, olhando para a questão de biossegurança, sobretudo na aquisição de medicamentos para gerir os casos. O secretário para a Saúde Pública contou que uma equipa da comissão chefiada pelo ministro de Estado da Casa Civil do Presidente da República visitou de forma multissectorial as províncias da Huila e Benguela.

Por outro lado, o CISP recebeu 163 chamadas, cinco alertas de casos suspeitos, que foram investigadas e também 19 denúncias de violações de quarentena. Até ontem (Domingo) 563 contactos foram seguidos. Contactos estes que estão interligados com os casos positivos já referidos. O país controla 1919 pessoas, sendo que 858 estão a observar a quarentena institucional. Quanto a actividade de saúde pública, informou que existem no país 92 equipas de resposta rápida. Entre as medidas de protecção por si avançadas constam a permanência das pessoas em casa, e sair apenas quando for necessário, para evitar a exposição e a redução do contágio. O novo Coronavírus, responsável pela pandemia Covid-19, já infectou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo e causou a morte de mais de um 60 mil. Depois de ter surgido na China, em Dezembro, o surto espalhouse por todo mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

 

error: Content is protected !!