Minjud analisa “caso William Voigt”

Nos próximos dias, o Ministério da Juventude e desportos (Minjude) vai pronunciar-se sobre o caso Will Voigt, técnico americano que orientou a Selecção sénior masculina. O órgão que rege a modalidade no país tem uma dívida com Voigt avaliada em USd 500 mil

O director nacional para a política desportiva do Ministério da Juventude e Desportos (Minjud), Nicolau Daniel, confirmou, ontem, a recepção do processo que envolve a Federação Angolana de Basquetebol (FAB) e o treinador da Selecção Nacional sénior masculino, William Voigt. Nicolau Daniel explicou que a missiva foi enviada para o órgão que rege o desporto no país pela direcção da comissão de gestão da FAB encabeçada por Gustavo da Conceição.

“Pela delicadeza do processo e face ao momento que o país vive. Portanto, é preciso tempo para resolver este caso”, pediu. Ainda assim, Nicolau Daniel assegurou que os próximos dias serão decisivos, ou seja o Minjud vai fazer sair um comunicado sobre o assunto que envolve o antigo presidente da FAB, Hélder Cruz “Maneda” e a comissão de gestão de Gustavo da Conceição. “Neste momento, é prematuro emitir qualquer opinião quanto ao desfecho do processo. Como já disse, é imperioso primeiro analisar”, garantiu. Segundo fonte deste jornal, o Tribunal Arbitral do Desporto poderá a qualquer momento notificar o país face à queixa apresentada pelo treinador, William Voigt.

O prazo estipulado pelo tribunal expirou na passada Terça-feira. O antigo elenco da direcção da FAB contraiu uma dívida com o técnico norte-americano de mais de USD 1,5 milhão e outra quase de AKZ 300 milhões. Quanto à pandemia do novo coronavírus, Nicolau Daniel aconselhou os angolanos a obedecerem às orientações das autoridades sanitárias para prevenir a propagação da Covid-19, doença que está a assolar o mundo. O dirigente pediu aos cidadãos para ficarem em casa, porque assim será possível vencer esta doença.

error: Content is protected !!