UNITA analisa consequências económicas da COVId-19 em Angola

Governo sombra da UNITA exorta o Executivo a assumir algumas medidas de carácter estrutural depois de ultrapassada a tempestade do novo Coronavírus

O maior partido da Oposição, UNITA, exorta o Executivo Angolano a tomar medidas para melhorar a situação socio-económica do país, destacando a implementação de uma reforma abrangente do Estado para o normal funcionamento das instituições. Segundo o primeiro-ministro do governo sombra da UNITA, Raul Danda, a pandemia do novo Coronavírus causou consequências económicas no país, ra
zão pela qual exorta o Executivo a gerir com transparência os recursos, no âmbito das medidas implementadas recentemente para minimizar a crise.

O político referiu que, entre as medidas a serem implementadas para a melhoria da situação socio-económica do país, o Governo deve institucionalizar as autarquias em todos os municípios, no sentido de potenciar a administração local dos recursos. Defendeu ainda que a agricultura familiar e mecanizada, a pesca e a pecuária, devem ser relançadas, visando a produção em grande escala dos bens de primeira necessidade.

A UNITA recomenda também que deve ser repensada a estratégia de segurança alimentar e nutricional, apostando na produção local dos produtos da cesta básica.

Impacto da COVID-19 nas empresas

Relativamente ao impacto da pandemia do novo Coronavírus nas empresas, o governo sombra da UNITA aconselha o Executivo a analisar com dados reais o impacto da paralisação do funcionamento das empresas, empregando medidas tendentes a mitigar os efeitos nefastos da Covid-19. Defende que as empresa que estão a sofrer dos efeitos económicos e financeiros por força da declaração do estado de emergência precisam do suporte do Estado para a sua sobrevivência, bem como para manter os postos de trabalho e o pagamento regular dos salários.

Salienta que, para o efeito, torna-se urgente que o Estado aplique mecanismos de liquidez na economia, financiando as empresas através da banca, com períodos de carência e juros bonificados, para que possam fazer face às dificuldades que neste momento enfrentam e que se podem agravar.

Refira-se que o governo sombra da UNITA realizou, Terça-feira, 7, em Luanda, uma conferência de imprensa, em que abordou a situação do país face à pandemia do novo Coronavírus ou Covid-19, e recomendou o cumprimento das orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), no sentido de implementar as medidas de prevenção a todos os níveis, tendentes a impedir a propagação comunitária da pandemia.

Durante o encontro com a imprensa, recomendou ainda que, devido ao elevado grau do risco da pandemia no país, o Governo mantenha o alerta vermelho intenso, não devendo as autoridades e os cidadãos baixar a guarda. Como medidas urgentes a tomar, o governo sombra da UNITA defendeu que sejam diversificadas as campanhas de sensibilização, no sentido de levar às populações conhecimento adequado sobre o novo Coronavírus.

leave a reply