EDITORIAL: Um governador médico

O Governo da Lunda-Norte começa hoje (domingo, 12) uma campanha de sensibilização portaa-porta e na via pública, para incentivar os cidadãos a permanecerem em casa, em cumprimento das orientações do estado de emergência. É uma boa medida, demonstrativa de que o governador provincial é mesmo médico. Cuba está a fazer o mesmo, mas utilizando milhares de estudantes de medicina.

Faz parte da sua política de saúde pública. Que na Lunda-Norte não se caia na tentação securitária de se saber apenas quem está em casa, ou não. Mas que se aproveite para se saber o estado de saúde dos agregados, quem teve ou não febre ou sinais de outras patologias, por exemplo.

Seria muito útil, tanto no controlo do novo Coronavírus, como para elaborar mapas e desenhar políticas de saúde pública e de resposta rápida. Com vontade, afinal o povo pode ter melhor saúde.

error: Content is protected !!