Governador recomenda medidas duras contra desobedientes

o governador da província do Moxico, Gonçalves Muandumba, recomendou, ontem, Sábado, no município fronteiriço do Luau, a tomada de medidas duras contra os cidadãos nacionais e expatriados que desobedecerem as medidas do estado de emergência

O governante deixou o recado na reunião com a Comissão Municipal de Prevenção da Covid-19 do Luau, orientando as forças da ordem pública para fazerem cumprir de forma rigorosa, obrigatória e consciente, nos próximos 15 dias, as orientações emanadas no Decreto Presidencial.

Apontou que nesta tarefa desempenham também um papel importante as autoridades tradicionais e religiosas, na sensibilização da população para desencorajar certas crenças duvidosas e especulação. Explicou que em caso de resistência, o desobediente deverá ser encaminhado pelos órgãos competentes para o devido tratamento judicial.

Recomendou, igualmente, aos funcionários públicos em serviço, sobretudo os da Saúde, fiscais, Polícia Nacional, entre outros órgãos de defesa e segurança, para agirem com ética e de forma pedagógica. “Ninguém deve aproveitar- se deste momento especial para se enriquecer ou vingar-se de outrem”, sublinhou Gonçalves Muandumba, aconselhando que cada pessoa deve estar no seu sector com a consciência do perigo que representa a pandemia. Sugeriu que haja espírito de equipa, com perfeita coordenação e solidariedade para com as pessoas, para se poder controlar e evitar o alastramento da Covid–19 no seio das comunidades.

Pediu à população para colaborar com as autoridades locais, denunciando os actos de violação e chegada de pessoas estranhas nos bairros que perturbem as medidas de prevenção orientadas no quadro do estado de emergência.

A prevenção e combate a práticas que lesam o consumidor, acompanhamento dos preços dos produtos da cesta básica, o cumprimento das medidas sanitárias, denúncias e reclamações da população, são, entre outras, exortações feitas pelo governador provincial. Na ocasião, o chefe do centro de tratamento de possíveis casos da Covid-19, montado no posto de fronteira do Luau, Tchijica Gonpedo, informou que conta com três salas de isolamento e duas para tratamento.

Gonçalves Muandumba deslocou-se aos municípios localizados ao longo do Caminho de Ferro de Benguela (CFB), nomeadamente Léua, Lumege Cameia, Luacano e Luau, para verificar o nível de cumprimento das medidas de prevenção da Covid-19.

error: Content is protected !!