Estabelecimentos comerciais geram mais de mil empregos no Lobito

Mil e 189 postos de trabalho foram criados, durante o ano de 2019, no município do Lobito, província de Benguela, com o licenciamento de 165 novos estabelecimentos comerciais, três dos quais na comuna da Canjala, soube ontem a Angop

Segundo o director do Gabinete Municipal para o Desenvolvimento Económico Integrado do Lobito, Pedro Jamba Domingos, o número de empregos no sector baixou de mil e 677 para mil e 189, entre 2018 e 2019, devido à diminuição no licenciamento das novas unidades, ou seja, menos 46 face a 2018. O comércio retalhista, com 80 por cento, detém o maior número de estabelecimentos que entraram em funcionamento em 2019. Apesar disso, em 2019, o município registou o encerramento de oito unidades comerciais, das quais três grossistas, igual quantidade de retalhista e dois prestadores de serviço, o que, segundo a fonte, significou a perda de mais de 20 postos de trabalho directos.

Ao falar à Angop, Pedro Jamba Domingos indicou que o licenciamento da actividade comercial, em 2019, permitiu ao Estado arrecadar 5 milhões, 736 mil e 350 Kwanzas, contra 9 milhões, 235 e 845 Kwanzas em relação a 2018. Embora boa parte dos proprietários das unidades comerciais no ramo retalhista e de prestação de serviço seja de nacionalidade angolana, Domingos denuncia casos de trespasse de alvarás no ramo retalhista e de prestação de serviço a estrangeiros, quando a estes a lei reserva apenas a actividade grossista ou supermercados. Mesmo assim, defende primazia à acção pedagógica, nomeadamente a sensibilização dos infractores, em detrimento da aplicação de multas, tendo em atenção a actual realidade social no país e até para evitar inibir o comércio, que tanto contribui na geração de emprego. De igual modo, o responsável para o Desenvolvimento Económico Integrado salienta casos de não actualização do alvará comercial e evasão fiscal, o que aumenta para 48 o número de transgressões registadas em 2019, no Lobito. Em todo o município, estão activos cerca de 800 estabelecimentos comerciais. Assim, o sector comercial responde por quase quatro mil postos de trabalho.

error: Content is protected !!