O céu da Europa é maior

Boris Johnson esteve internado, doente de Covid-19, na semana passada. Ele é o primeiro-ministro do Reino Unido, país onde boa parte dos nossos mwatas vai fazer tratamentos, os seus chexk-ups, etc. Boris Johnson esteve internado num hospital público e foi tratado por uma equipa de médicos e de enfermeiros a quem agradeceu publicamente no momento da sua alta. Entre os enfermeiros estava um de nacionalidade portuguesa, que vive na Inglaterra como imigrante, não como expatriado no nosso sentido de cá. Vive e trabalha lá, apenas isso, sem outros tipos de mordomias acima dos outros. Esta semana também correu uma imagem do primeiro-ministro de Portugal, António Costa, com a sua sacola, calças de ganga surradas e uma camisola de malha às compras de peixe. Antes disso eu tinha visto um outro vídeo de Boris Johnson a comprar alguma coisa numa mercearia, com as pessoas a pedir-lhe para tirarem juntos umas selfi es. Ou os europeus têm a consciência tranquila, ou não perdem a sua humanidade quando se tornam chefes, ou estão noutro nível civilizacional, ou acreditam que construíram o céu na terra e que dá para todos. São todos “anjos”. Aqui, entre nós, o céu é demasiado estreito, os poucos emplumados lutam por um lugar, o povo não entra. Aqui, os mwatas ainda não deram o passo civilizacional para serem apenas as pessoas que são. Separam-se do povo que dizem amar com armas, muitas armas. É a sua visão de poder, mas que não realiza, e temos o subdesenvolvimento que temos. Está na hora das nossas lideranças se civilizarem também. E poderão ter espaço no céu verdadeiro.

leave a reply