CPA “pronto” para massificar a natação no país

O órgão que rege o desporto adaptado em Angola prepara as condições técnicas e administrativas para expandir a modalidade

Por:Sebastião Félix

O Comité Paralímpico Angolano (CPA), no âmbito da expansão e divulgação da natação no país, vai realizar uma formação assim que a Covid- 19 estiver controlada no país e no resto do mundo. Neste momento, o órgão que rege o desporto adaptado em Angola conta com atletas paralímpicos que já praticam natação. Por esta razão, a formação vai permitir que os técnicos aprendam mais sobre a modalidade, uma vez que é muito específi ca. A acção de formação contará com especialistas nacionais e estrangeiros, aliás, já se projecta a realização de um Campeonato Nacional. Na Piscina do Alvalade, no Clube Náutico e no 1º de Agosto muitos atletas paralímpicos preparam- se para dar cartas nos próximos tempos.

O secretário-geral do CPA, António da Luz, adiantou que a expansão da modalidade é um projecto que se vai materializar nos próximos tempos. Por esta razão, as condições técnicas e administrativas já se encontram preparadas, mas, devido à pandemia, muitas coisas tiveram um ponto e vírgula. “A natação é uma modalidade que permitirá unir mais os atletas paralímpicos, por isso vamos contar com muitos praticantes no futuro”, disse o dirigente desportivo. O CPA tem feito um trabalho de massifi cação e, por isso, tem tido sucessos nas competições internacionais dentro de África. No atletismo, José Sayovo foi o campeão olímpico em Atenas, na Grécia, em 2004, nos 100, 200 e 400 metros, sendo a referência maior do desporto paralímpico angolano.

leave a reply