Nove dias sem registos de novos casos de Covid-19

Nove dias se passaram e Angola mantém- se com os 19 casos positivos da Covid-19 garantiu, ontem, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, no habitual balanço diário da situação epidemiológica no país

Por:Maria Teixeira

“Quanto aos casos suspeitos, passam a 378, sendo que as pessoas seguidas chegam a 696 à volta dos 19 casos confirmados”, declarou o governante à imprensa, sublinhando que o país controla 446 pessoas em quarentena institucional, sendo que 14 pessoas tiveram as suas altas na Quinta-feira. Dos 19 casos confirmados, dois resultaram em morte, cinco recuperados (dos quais dois já receberam alta e estão nas suas residências) e os 12 pacientes activos em tratamento médico estão estáveis, em unidades sanitárias de referência da capital do país.

Em conferência de imprensa no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, sobre a actualização dos dados da pandemia no país, Franco Mufinda, afirmou que “não houve alteração nenhuma”. A faixa etária vai de um ano a 62 anos de idade, havendo maior predominância do sexo masculino com 13 casos, contra seis do sexo feminino. Franco Mufinda disse que as localidades onde estão situados os casos continuam a ser os município de Belas onde tem nove casos, a seguir Maianga e Viana com três casos cada, sendo que Talatona, Sambizanga, Ingombota e Kilamba Kiaxi respectivamente com um caso, perfazendo um total de 19 casos positivos. As nacionalidades continuam a ser angolana e sul-africana.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) não registou, nas últimas 24 horas, nenhuma denúncia de violação de quarentena domiciliar. No entanto, três alertas foram reportados e investigados, mas descartados, porque não fechava com a definição de caso suspeito da Covid-19.

Membros da Comissão Interministerial recebem formação

Franco Mufinda fez saber que os membros da Comissão Interministerial para a Prevenção e Combate à Covid-19 participaram num seminário sobre a pandemia e a eventual amplitude no país promovida pelo Ministério da Saúde. Por outro lado, anunciou que o Executivo recebeu ontem meios médicos e medicamentosos da fundação chinesa Jack Ma. Entre os vários materiais doados, destacam- se 10 ventiladores, cerca de quatro mil fatos de protecção que respeita a biossegurança e mais de 11 mil máscaras N95 para técnicos de saúde. Na lista de bens doados consta igualmente cerca de 20 mil zaragatoas, um meio essencial para poder proceder à colheita das amostras nos casos suspeitos bem como mais de 9 mil luvas médicas, entre outros. O governante disse ainda que alguns membros da comissão visitaram as províncias da Lunda- Sul e Norte e constataram com bastante satisfação as condições reunidas para responder eventuais casos de Covid-19. Visitas do género serão realizadas noutras províncias.

error: Content is protected !!