CD da Huíla garante salários até Abril

Em declarações à imprensa, por força da paragem do Campeonato Nacional, “Girabola2019/ 20”, o director administrativo do clube, Ezequias Domingos, confirmou que os ordenados estão garantidos. Porém, mostrou-se receoso quanto ao futuro, uma vez que aquele emblema depende de patrocínios. O responsável fez saber que o clube gasta mensalmente cerca de 5 milhões de Kwanzas em salários, acrescentando que os valores arrecadados com a bilheteira são exíguos se comparados ao investimento.

Ezequias Domingos referiu que os custos por jogo ascendem a um milhão de Kwanzas, desde o alojamento, transporte e alimentação do trio de arbitragem, transporte interno, aluguer do estádio, tintas para alinhamento do campo, entre  outros gastos. Já as receitas de cada partida variam entre 30 e 100 mil Kwanzas, números que podem subir para 600 mil quando o adversário é, por exemplo, o 1º de Agosto ou o Petro de Luanda. Ezequias Domingos manifestou- se preocupado com a fraca aposta do sector privado no desporto, pelo que prevê maior dificuldade com a recessão económica que se avizinha, dado os constrangimentos decorrentes da pandemia que assola o mundo. Quando restam seis jornadas para o fim da presente edição do Girabola, o Desportivo da Huíla ocupa a 4ª posição com 38 pontos. A prova é liderada pelo Petro de Luanda com 54, seguido do 1º de Agosto com 51 e menos um jogo.

error: Content is protected !!