O editorial:Esperteza dispensável

O perigo continua à espreita, até porque as pessoas continuam a não acreditar que ele existe. O novo Coronavírus (SARSCov- 2) causador da Covid-19, é traiçoeiro, espera que as pessoas se descuidem, ataca e mantém-se pelo menos até catorze dias para se revelar, até lá já saltou para outras pessoas, nas quais se mantém também escondido. Já agora, é curioso, os novos casos, anunciados ontem, são de pessoas que entraram no país há vinte e sete dias. Há esclarecimentos a fazer. E, entretanto, os humanos não acreditam, desprezam-no. O problema é das pessoas, do seu comportamento, como disse, ontem, a ministra Sílvia Lutucuta, sobre os jovens em quarentena institucional que não observaram as regras do isolamento social. As pessoas não acreditam, até ser demasiado tarde. Agora há que esperar que a chico-espertice dos jovens não lhes tenha levado a furar todas as vigilâncias e a manter contacto com pessoas do exterior. Aí estará tudo estragado.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!