Angola mantém 24 casos positivos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Angola não registou qualquer caso positivo de Covid-19 nas últimas 24 horas. Entretanto, mantém os 24 casos registados, dos quais dois resultaram em morte e seis estão recuperados, sendo que dois destes já estão em casa, informou o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda

Secretário de Estado para Saúde Pública, Franco Mufinda

Em declaração à imprensa, na habitual conferência de actualização dos dados sobre a pandemia no país, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, Mufinda esclareceu que o estado clínico dos 16 pacientes é estável e estão a ser assistidos no Hospital da Barra do Cuanza e na Clínica Girassol.

O secretário de Estado para a Saúde Pública explicou que, apesar do número de infectados ter
aumentado nos últimos dias, as localidades onde se registaram casos continuam as mesmas, sendo que predomina o município de Belas. Nesta vertente, as nacionalidades permanecem sendo angolana e sul-africana.

A faixa etária também não mudou. O paciente com a menor idade continua a ser uma criança de um ano e o de maior idade tem 62 anos. Já em termos de género, o masculino continua a ser a maioria com 70 por cento dos casos positivos. Franco Mufinda disse que se encontram em quarentena institucional 508 pessoas. Entretanto, no período em referência foram processadas 1.393 amostras e 91 encontram-se em processamento.

“Neste capítulo, somos a informar que já iniciamos com o processamento das amostras dos profissionais de saúde provenientes de Cuba e tudo aponta para um término ainda hoje (ontem) de 91 amostras ou o mais tardar amanhã de manhã (hoje)”, frisou. Por outro lado, o secretário de Estado para a Saúde Pública explicou que dos casos suspeitos há um acumulado de 385 e a quantidade de pessoas directamente seguidas ou de forma ocasional chega a 696.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) não registou, nas 24 horas anteriores, qualquer denúncia de violação de quarentena domiciliar. No entanto, quatro alertas de casos suspeitos foram reportados e investigados, dos quais três foram descartados, por não reunirem os pressupostos de definição de casos suspeitos da Covid-19 e um foi validado.

50 mil litros de álcool chegados ao país
Franco Mufinda fez saber que ontem chegou da África Sul uma carga de 50 mil litros de álcool para facilitar a higienização das mãos nos hospitais, 5 mil botas de borracha e 2 mil “tratamentos” com base de Azitromicina. O governante explicou que esses insumos serão distribuídos pelo país, tendo em conta a densidade populacional. Enquanto as unidades hospitalares continuam a ser preparadas para eventuais casos de Covid-19, prossegue a formação dos técnicos.

Quanto às medidas de protecção, realçou a permanência das pessoas em casa, a observância do isolamento social, bem como lavar frequentemente as mãos e o cumprimento das medidas estabelecidas para o estado de emergência. De realçar que para a prevenção e combate à Covid-19 o país observa desde às 00h00 do dia 11 de Abril um novo período de estado de emergência que deve vigorar até às 23h59 do dia 25 de Abril ,a fim de se evitar a propagação do vírus.

 

error: Content is protected !!