Fundação Arte e Cultura pretende continuar com exibições culturais online após situação de emergência

A intenção deve-se à adesão às várias actividades culturais como concertos, declamação de poesia e sugestões de leituras, que são publicadas no Facebbok da instituição, com o intento de entreter as famílias durante o confinamento socil resultante do estado de emergência decretado, em consequência da Covid-19

Em função da adesão às actividades culturais exibidas nas redes sociais (Facebook), através do projecto Fundação On-line, desenvolvido pela Fundação Arte e Cultura desde 24 de Março, com o intuito de entreter os cidadãos durante o estado de emergência, a instituição pretende continuar com as exibições após a cessação deste período.

O propósito deve-se à procura da página por vários seguidores, que têm aplaudido a iniciativa e incentivam a sua continuidade. Em conversa com O PAÍS, o assessor da fundação, Camilo Lemos, disse que pretendem prosseguir a entreter os cidadãos que, por alguma razão, não têm conseguido acompanhar as actividades que são anualmente desenvolvidas no centro cultural, na Ilha de Luanda. “Após a suspensão do estado de emergência, vamos continuar com as actividades presenciais.

Mas, dada à dinâmica que o projecto on-line está a ter, a fundação pensa na possibilidade da implementação desta modalidade de actividade, até mesmo das aulas de várias disciplinas artísticas que são ministradas”, explicou. O projecto que decorre sob o lema “Fique em casa e proteja a sua vida” é desenvolvido em parceria com a produtora Geração 80, que tem permitido a gravação de actividades culturais, como concertos, declamação de poesia, sugestões de leitura e críticas literárias, que posteriormente são divulgados nas redes sociais.

II Temporada

Nesta 2ª temporada, que teve início a 6 do corrente mês, prossegue hoje, às 15 horas e às 19, com novas exibição do conjunto Criança Coral, declamação de Wende Bocado, Lu Matamba e Ismael Farinha. Os internautas poderão ainda assistir o concerto com Totó St. Eloiza e Beliano Manuel. A sugestão de leitura continua a ser com o escritor Adão Zina. Já o espaço “spoken word” (palavra falada) é com Walietcha Neto e Micro Profecia.

Outros cartazes

Estiveram ainda em cartaz nesta temporada os músicos Harby Jazz e Doutor Romeu, o humorista Orlando Capata, o poeta Micro Profecia, Gagu Poeta e Pedro Belgio, que animaram, na semana finda, as famílias neste período em que se encontram em casa a cumprir o estado de emergência. As rodas e sugestões de leituras foram com Adão Zina e Ismael Faria.

Além do entretenimento, são ministradas aulas de artes, como de piano, guitarra, canto, ginástica e outras, para crianças e adolescentes, como opção de passarem o tempo de forma educativa e segura. O objectivo é de fazer com que as famílias recebam estímulos adicionais, a fim de tornarem os seus dias mais divertidos em casa, durante o período em que se observam as medidas de prevenção contra a Covid-19.

A Fundação

A Fundação é parte da Menomadin Foundation, que representa o compromisso de responsabilidade social e corporativo do grupo Mitrelli. Fundada em 2016, tem o seu forte na inserção social das famílias em situação de grande vulnerabilidade e no apoio às artes e à cultura angolanas.

O seu novo centro cultural inaugurado no princípio no ano em curso, acolhe centena de crianças e adolescentes, que requentam as mais diversas áreas de formação, como de artes plásticas e artesanato, corte e costura, música, piano, guitarra, percussão e canto, dança, ioga, ginástica, entre outras.

error: Content is protected !!