COVID-19: Governador solicita alfaiates a fabricarem máscaras

O governador provincial do Cuanza-Sul, Job Capapinha, pediu, ontem, Segunda-feira, aos alfaiates locais produziam máscaras faciais para a prevenção da Covid-19. O responsável lançou este desafio numa reunião da Comissão Provincial Intersectorial da Covid-19 que prestou informações sobre as últimas novidades da evolução dessa doença.

De acordo com o governador, é necessário que os costureiros ou alfaiates se juntem ao único fabricante de máscaras a nível da província, pós as duas mil máscaras/dia que produz são insuficientes para uma população estimada em dois milhões de habitantes no Cuanza-Sul. Desse jeito, disse o responsável, facilitaria o seu acesso aos cidadãos em todas as localidades da província, para a sua protecção. Reiterou o apelo às comissões municipais a reforçarem as campanhas de sensibilização para que as populações se mantenham em suas casas e lavem as mãos com frequência.

Job Capapinha aconselhou ainda a população a denunciar casos suspeitos desta doença para que, de forma rápida, se possa dar um tratamento célere e evitar-se possíveis contágios. Por sua vez, o porta-voz da comissão provincial, Felizardo Manuel, anunciou que, nos próximos dias, 13 médicos cubanos chegarão ao Cuanza-Sul para reforça as equipas de combate à Covid-19. O responsável fez saber que os profissionais serão distribuídos pelos 12 municípios, onde já estão criadas condições de acomo
dação.

Salientou que as unidades de saúde, centros de quarentena e de tratamento, criado nos 12 municípios estão munidos de equipamentos de biossegurança para o pessoal da Saúde que estiver em serviço. No Cuanza-Sul foram capacitados 103 profissionais sobre as formas de infecção dos diferentes vírus como “O SARC” e “SARSCoV-2”, assim como sobre “A vigilância epidemiológica”, “a gestão de cadáveres”, “a biossegurança”, “a recolha ou colheita” e “Como tratar doentes com a Covid-19”. A província do Cuanza-Sul não registou até esta data casos suspeitos do novo Coronavírus. Neste momento controla 274 cidadãos em quarentena domiciliar, no âmbito da abertura da cerca sanitária.

error: Content is protected !!