São silvestre 2020 pode ser cancelada

dificulda a tradicional corrida de fim-de-ano, que sai às ruas de Luanda no dia 31 de Dezembro, corre o risco de não ser realizada no âmbito das consequências económicas, financeiras e sociais da Covid-19, pandemia que continua a fazer vítimas no mundo

A oito meses da realização da 65ª edição da São Silvestre, corrida pedestre de atletismo de fim-de-ano, que sai às ruas de Luanda no dia 31 de Dezembro, pode ser cancelada devido à Covid-19. Segundo uma fonte da Federação Angolana de Atletismo (FAA), a intenção será concretizada de uma ou de outra forma. Aliás, se as actividades desportivas continuarem suspensas até ao mês de Junho não haverá condições para se preparar o certame.

A mesma fonte explicou a OPAÍS que no meio deste “imbróglio” tem de ser realizada uma assembleia-geral para a renovação de mandatos, acto adiado “sine die”, tendo em vista o quadriénio olímpico 2020/2024. Na opinião desta fonte, é imperioso a direcção cessante da Federação Angolana da modalidade, liderada por Bernardo João, concorrer para mais um mandato.

O elenco cessante pretende dar continuidade às actividades que estão em carteira, uma vez que o mundo enfrenta várias dificuldade económicas e financeiras. Mas, Bernardo João terá concorrentes na disputa ao cadeirão máximo do órgão que rege a modalidade em Angola. Os candidatos serão conhecidos nos próximos tempos, segundo a fonte do OPAÍS.

Voltando à São Silvestre, as edições de 2016, 2017 e 2019 foram disputadas somente por atletas nacionais por falta de condições financeiras do órgão que rege a modalidade. Na época passada, o atleta do Interclube, Alexandre João, foi o campeão, ao passo que a sua colega de equipa, Ernestina Paulino, foi a mais rápida na categoria femininos.

leave a reply