Covid-19: Cubana infectada gerou 183 contactos directos e ocasionais

Na conferência de imprensa desta noite, Quinta-feira, 23, em nome da Comissão Interministerial de Combate à Covid-19, Franco Mufinda fez saber que Angola permanece com os 25 casos diagnosticados.

Ontem, uma médica cubana testou positivo para a Covid-19. “No caso da senhora cubana, caso número 25, realizamos todo um trabalho de investigação, sendo que 183 pessoas foram detectadas e estão em quarentena institucional”, comunicou o secretário de Estado da Saúde Pública.
No país, mantêm-se os 25 casos positivos, dos quais 6 recuperados, duas mortes e “17 em acompanhamento clínico com quadro estável”, segundo Mufinda.
No circuito da quarentena institucional, 691 cidadãos estão sob vigilância e acompanhamento médico e 239 pessoas tiveram alta.
No total, foram recolhidas e examinandas 1.918 amostras desde que Angola registou os primeiros dois casos, a 21 de Março, e, actualmente, estão 329 amostras em processamento.
Foram rastreadas 938 pessoas que fazem parte dos contactos directos e ocasionais de casos positivos, faltando “os contactos dos contactos ocasionais” do último diagnóstico assinalado em Angola, vindo de Cuba. Portanto, “o trabalho continua”, disse o dirigente.
error: Content is protected !!