CARTA DO LEITOR: Medida injusta

Caro director,

Estou muito desiludido, como pai, com a medida do Governo que obriga os encarregados de educação a pagar as propinas mesmo quando as escolas privadas e as comparticipadas estão fechadas. Ao que sei, boa parte destas escolas nem tem contratos com os seus trabalhadores para ligação exclusiva. Sabemos dos professores turbo ou garimpeiros. Muitos professores só recebem pelas horas que leccionam, portanto, acho que o Governo actuou em defesa dos interesses dos proprietários das escolas. Mas isto resulta de muitos dos donos destas escolas serem políticos, têm muita força. Não se defendeu os direitos da maioria, dos cidadãos que perderam as suas fontes de rendimento. O Governo já deixou claro que não resiste aos “apertos” dos grandes interesses. É assim na educação como na saúde. Se isto não mudar, vamos continuar a ter maus serviços nestas duas áreas, porque a ganância pelo lucro vai sempre sabotar o serviço púbico de qualidade. Para mim, a medida é injusta.

Francisco Macedo

leave a reply