Sobe para dois o número de casos suspeitos de Covid-19 na Huíla

O país marca hoje, 26 de Abril, o início da terceira etapa do estado de emergência, que entrou em vigor às 00 horas e termina no dia 10 de Maio. Entretanto, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, revelou que duas amostras de casos suspeitos da covid-19 na província da huíla foram encaminhadas ao instituto nacional de investigação em Saúde para processamento

Por :Maria Teixeira

 O governante falava, ontem, em Luanda, no habitual balanço de dados sobre a pandemia no país, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, e disse que não houve alteração no total de casos positivos nas 24 horas anteriores, o país continua com os 25 casos positivos, dois dois óbitos, seis recuperados e 17 doentes clinicamente estáveis internados em unidades sanitárias. Por outro lado, revelou que na província Huíla se fez a colheita de duas amostras de casos suspeitos, amostras essas encaminhadas ao Instituto Nacional de Investigação em Saúde para o seu processamento. Entretanto, sobre os casos positivos registados até ao momento, a sua distribuição geográfica não se alterou, Luanda continua a ser a única província acometida. Mantem-se também a distribuição por sexos, predomindo do sexo masculino com 17 pessoas,contra oito do sexo feminino.

A faixa etária também não mudou. O paciente com a menor idade continua a ser uma criança de um ano e o mais velho tem 62 anos. Do trabalho de laboratório, Franco Mufinda, informou que o Instituto Nacional de Investigação em Ciências de Saúde desde a colheita da primeira amostra até ontem conseguiu ter um corte de 2. 196 amostras colhidas. “Deste número, 25 resultaram positivos e 1.737 análises culminaram negativas, tendo-se neste momento 434 amostras em processamento”, afirmou. Contou ainda que o aumento do número das amostras tem a ver com a realização de análises a amostras colhidas no condomínio Infinity, sobretudo dos membros da tripulação dos últimos voos da TAAG que trouxeram ao país vários compatriotas.

Mais 700 pessoas em quarentena institucional

Em termos de quarentena, 737 pessoas estão em quarentena institucional, sendo que uma alta foi registada nas últimas 24 horas, na província do Cuando Cubango. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) registou, nas últimas 24 horas 46 chamadas, dos quais dois alertas de casos suspeitos foram reportados e investigados e 44 eram pessoas a solicitar informações sobre a Covid- 19. Franco Mufinda explicou que, no que respeita aos casos suspeitos ou o corte, desde o início desse trabalho, a comissão seguiu cerca de 394 casos suspeitos de pessoas, tendo-se chegado a 938 contactos directos ou até ocasionais.

Informou ainda que a província do Bengo realizou a desinfestação do mercado do Panguila, e na província do Cuanza-Sul fezse o treinamento de profissionais de saúde em biossegurança, vigilância epidemiológica e laboratorial e na sua capital, no Sumbe, sensibilizou-se a população sobre a Covid-19. “Ontem (24), a comissão fez a recepção de duas toneladas de materiais de biossegurança, uma doação da República da China”, disse O secretário de Estado para a Saúde Pública frisou que continua a preparação dos hospitais para aumentar cada vez mais a resposta na gestão de casos de Covid-19 no país. A permanência das pessoas em casa, a observância do isolamento social, lavar frequentemente as mãos e cumprir as medidas do estado de emergência são as formas de protecção relembradas por Franco Mufinda.

error: Content is protected !!