O editorial:Análises em fila de espera

Quando a OMS diz que a testagem do novo Coronavírus SArS-CoV-2 é um dos maiores problemas para se ter a dimensão real do problema, está coberta de razão. Um país como Angola tem apenas uma máquina rt-PCr a funcionar e tem poucos técnicos qualifi cados para a operar. Na verdade, a máquina nem é um “armário”, é uma coisa pequena. E nem é uma novidade absoluta, é tecnologia já com anos, décadas. o espantoso é um país de trinta milhões de habitantes ter apenas uma máquina destas no seu serviço de saúde, quando quase todas as unidade de saúde deveriam ter uma, assim como centros de pesquisa e universidades. Há gente alarmada pelo facto de os casos suspeitos estrema ser anunciados semanas depois de terem chegado ao país e por poderem ter já infectado várias outras pessoas. E com razão. Mas o que se tem de perceber é que há uma longa fi la de espera de amostras para analisar. Isto vai levar muito tempo.

 

error: Content is protected !!