1397 novos casos de coronavírus em África

O continente africano registou, de Segunda a Terça-feira, mil 397 novos casos positivos de Covid-19, uma redução de 98 infecções em relação ao balanço anterior de mil 495 contaminações

Quanto às vítimas mortais, o continente registou 46 novos óbitos no mesmo período, menos cinco que no dia anterior. Por seu turno, as recuperações em 24 horas fixaram-se em 430, elevando para 9 mil 577 o total de pacientes curados, até agora, contra mil 426 falecidos. O total geral fixou-se em 31 mil 976 infecções registadas em 52 dos 54 países do continente, desde o início da pandemia, em Dezembro do ano passado. As maiores progressões da doença continuam concentradas entre os “timoneiros” habituais, com destaque para o Gana e o Egipto, respectivamente, com 271 e 215 novos casos positivos, depois do primeiro ter ficado sem casos na véspera.

A África do Sul, o primeiro país mais infectado, registou 185 novos casos, Marrocos 168,a Argélia 126, os Camarões 103, a Nigéria 91, a Côte d’Ivoire 73, o Senegal 57, a Somália 46, a República Democrática do Congo 26 e o Sudão 24. Seguem-se o Mali 19, Cabo Verde 16, Djibuti 15, o Níger 12, a Serra Leoa 11, e a Tunísia e Benin, ambos com 10 cada, o Rwanda 08, Moçambique 06 e o Uganda e a Zâmbia, ambos com quatro cada. Com três novos casos cada um ficaram o Burkina Faso, o eSwatini e a República Centro- Africana, enquanto o Togo registou dois contra um único caso de países como Angola, Malawi, Guiné-Bissau, Etiópia, Madagáscar, ilhas Maurícias e Sudão do Sul. Sem nenhum novo caso registado estão São Tomé e Príncipe, Mauritânia, Gâmbia, ilhas Seicheles, Burundi, Namíbia, Botswana, Zimbabwe, Eritreia, Tchad, Líbia, Gabão, Congo, Guiné Equatorial, Tanzânia e Guiné- Conakry.

África do Sul continua a ser o país mais afectado, com quatro mil 546 contaminações confirmadas, 87 óbitos e mil 473 curas, um saldo de dois mil 986 casos ativos. O Egipto mantémse na segunda posição com quatro mil 534 casos, 317 falecimentos e mil e 176 recuperações ou 3 mil e 41 casos activos, enquanto Marrocos totaliza 4 mil e 65 infecções das quais 593 curadas e 161 óbitos contra três mil 311 recuperações. Seguem-se a Argélia (3382 casos/425 mortes/1508 curas), os Camarões (1621/56/786), o Gana (1550/11/155), a Nigéria (1273/40/239), a Côte d’Ivoire (1150/14/468), a Guiné-Conakry (1094/07/208), Djibuti (1023/02/411), a Tunísia (949/38/216), o Níger (696/29/350), o Senegal (671/09/283), o Burkina Faso (632/42/453) e a República Democrática do Congo (459/28/50).

error: Content is protected !!