PRS e FNLA apoiam comunidades carenciadas com produtos da cesta básica

No quadro da sua responsabilidade social, o Partido de Renovação Social (PRS) procedeu, recentemente, à entrega de vários produtos da cesta básica a 150 famílias carenciadas dos municípios de Viana, Cacuaco, e Kilamba Kiax

Por:Maria Custódia

O gesto, segundo o secretário nacional da Juventude da Renovação Social (JURS), Gaspar Fernandes, visa minimizar a fome no seio destas famílias durante a terceira fase do estado de emergência nacional. Em breves declarações a OPAÍS, informou que os produtos que consistem em arroz, massa alimentar, fuba de milho, óleo, feijão, água e produtos de higienização, beneficiaram famílias mais necessitadas, cuja sobrevivência depende do mercado informal. A escolha deste grupo vulnerável, de acordo com a fonte deste jornal, decorre do facto de o mercado informal (zunga) estar limitado a realizar a sua actividade comercial regular, por imposição do estado de emergência nacional.

Avançou que, sendo a única fonte de receita para a sua sobrevivência, a situação agudizou-se com a prorrogação do estado de emergência até 10 de Maio, daí a necessidade de apoiá-las com o mínimo de produtos. “Estas famílias apresentam várias dificuldades para conseguir alimentar-se, e o nosso partido decidiu levar alguns produtos da cesta básica, de higienização, e água”, reforçou. Especificou que a distribuição da água foi feita por intermédio de camiões e abrangeu as comunidades dos bairros periféricos dos três municípios, que vivem em zonas sem água potável. Gaspar Fernandes disse que este gesto vai continuar até 10 de Maio, com a distribuição dos mesmos produtos a outras comunidades que também estão em situação difícil, ou seja, de dependência.

Sensibilização sobre a Covid-19

A entrega do donativo foi acompanhada de mensagens de sensibilização sobre o perigo que o Coronavírus (Covid-19) representa para as pessoas, bem como acatarem as medidas das autoridades sanitárias, do estado de emergência nacional e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Informou que esta mensagem foi bem acolhida pelas comunidades, que, por sua vez, exortaram ao Governo que estenda o seu apoio a todas as famílias carenciadas, numa altura em que se observa a limitação da circulação das pessoas para adquirirem algo para a sua sobrevivência.

FNLA apoia

Baixa de Kassanje Tal como o PRS, a FNLA também esteve em campo e solidarizou-se com as comunidades da Baixa de Kassanje, município de Viana, às quais apoiou com géneros alimentícios, produtos de higiene, e ainda 20 mil litros de água, distribuídos através de cisternas.

error: Content is protected !!